CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O fantasma da velha escola - epílogo

Lilith estava diante do túmulo de Alfredinho. Ela não fora ao enterro e fora transferida de escola logo após a tragédia. Não vira mais Marcão, mas soubera que os pais de José Afonso e colegas  o estavam acusando e que os alunos acreditavam que a morte de Alfredinho fora causada pelos fantasmas da menina e de José Afonso. Ouvira também que pessoas diziam ver os fantasmas de José Afonso e da menina na velha escola. Suas reflexões foram interrompidas pelo som de passos. Virou-se, ficando surpresa.
-Marcão?!
Ela mal o reconheceu. Estava muito magro e com um ar doentio.
-Oi, Lilith. Não pensava que a veria de novo. 
-Meus pais acharam melhor que eu saísse da escola.
-Eu também saí, porque não aguentava mais ver aquela ... escada e...
-O que mais, Marcão?
-Todo mundo me colocou na geladeira depois que souberam que fugi e não tive coragem de fazer nada por meu amigo. Os pais de José Afonso apareceram lá em casa, xingando-me e culpando-me e a mãe do Alfredinho me chamou de assassino!
Lilith sentiu pena de Marcão. Ele podia ter errado, mas merecia ser tão punido?
-Sinto muito, Marcão.
-Eu sei que os fantasmas estão me rodeando, Lilith. Não os vejo ou ouço, porém, sei que estão me rodeando. Voltaram a aparecer para você?
-Não.
-Você mal me reconheceu. Estou horrível, não estou?
-Está precisando se cuidar.
-Vejo que nunca mais vestiu preto.
-Cansei de curtir tristezas.
-Você ainda...?
-Sim. Vou ver até morrer. Não posso fazer nada. Marcão, estou indo. 
-Lilith, desculpe pelo que lhe fiz.
-Está tudo bem. Cuide-se. Até mais.
-Até.
Apressando o passo, Lilith saiu do cemitério perguntando-se qual seria o destino de Marcão, que lhe parecia estar sendo castigado além do que merecia. Olhou à sua volta.Podia ver espíritos aqui e ali, zanzando pelo cemitério. Alguns lhe eram indiferentes. Outros lhe acenavam.
-Aprenderei a viver com isto.
Sim, viver era tudo que ela podia fazer. Viver e enfrentar o que lhe aparecesse. 

Submited by

domingo, setembro 6, 2015 - 09:37

Prosas :

No votes yet

Atenéia

imagem de Atenéia
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 37 semanas
Membro desde: 03/21/2011
Conteúdos:
Pontos: 2453

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Atenéia

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Don't call me anymore 1 1.529 03/14/2018 - 12:22 inglês
Poesia/Geral Now, we are together 1 1.840 03/13/2018 - 20:29 inglês
Poesia/Fantasia Give me wings 1 1.418 03/13/2018 - 20:29 inglês
Poesia/Amor How can I show you 1 1.781 03/13/2018 - 15:48 inglês
Poesia/Tristeza You'll never be forgotten 2 1.652 03/10/2018 - 12:37 inglês
Poesia/Geral Não haverá mais segredos 1 837 02/09/2018 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza We're never ready to say goodbye 0 1.511 03/12/2017 - 10:42 inglês
Poesia/Amor Sentimentos 0 926 01/19/2017 - 22:46 Português
Poesia/Geral Irmão 0 956 01/07/2017 - 20:42 Português
Poesia/Desilusão I'll never see you again 0 1.674 01/03/2017 - 14:02 inglês
Poesia/Desilusão O seu melhor 0 1.746 01/03/2017 - 13:58 Português
Poesia/Desilusão O último adeus 0 1.027 12/28/2016 - 15:36 Português
Poesia/Meditação Aonde pensamos 0 975 12/28/2016 - 15:32 Português
Poesia/Gótico A velha do saco de ossos 0 1.433 11/23/2016 - 15:45 Português
Poesia/Gótico Presenças espectrais 0 1.149 11/23/2016 - 15:36 Português
Poesia/Desilusão Don't come back to me 0 1.309 11/17/2016 - 15:11 inglês
Poesia/Geral Teu grito 0 1.326 11/17/2016 - 15:08 Português
Poesia/Gótico Peso morto 0 1.510 11/16/2016 - 22:36 Português
Poesia/Desilusão Learn to live alone 0 1.770 11/12/2016 - 10:23 inglês
Poesia/Meditação Torta 0 1.134 11/10/2016 - 15:23 Português
Poesia/Gótico O coração dilacerado 0 1.511 11/07/2016 - 14:48 Português
Poesia/Fantasia O presente 0 1.271 11/07/2016 - 14:45 Português
Poesia/Amor Ready to love 0 1.934 10/27/2016 - 20:42 inglês
Poesia/Amor Laços 0 1.586 10/27/2016 - 20:38 Português
Poesia/Fantasia Esta loucura 0 2.249 10/26/2016 - 15:18 Português