Gotas de horrores

Gotas de horrores

Talvez beba seu sangue gota a gota.

Degustarei teu veneno pleno sereno
e morto.

Comerei suas carniças sanguinárias
como uma ave destemperada pelos
ares sem calçada.

Sem pessoas desgraçadas e sem macula
e mesmo assim te lacerar com meus dentes
de Drácula.

Os vagabundos me rodeiam quem
deveria cuidar de mim me chateia.

Vagueiam idéias insanas e comem-se
e se consomem na cama.

Com uma gama de cores infinitas e
as feias se sentem bonitas.

Se rebaixando a uma luta “espermática”
sem sentido.

O nexo se perde pelo sexo, o sexo puro
e inseguro e descaído.

Que e se desvanece ao que era futuro
prometido.

O esposo honroso vira sanguessuga que
come ela antes dela tirar a blusa.

Eu bebo como degusto e invado-te
me mostrando atrevido.

E aturdido e animado agora em seu
corpo quente doce e suculento.

Sinto sua pele leve e sedutora e
Perco-me ao começo e fim de mim
mesmo e da autora.

A autora que é minha mente intuitiva
que cria e vive dentro da escrita.

Que tem o sentido e transfigura viva
soprando loucos fins aos meus ouvidos.

E paro em momentos raros e coloco
fim.
Por hoje chega, essa escrita que grita
é!!!!! por aí......

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA.(W.Marques).

Submited by

Viernes, Junio 5, 2009 - 13:53

Poesia :

Sin votos aún

onovopoeta

Imagen de onovopoeta
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 35 semanas 6 días
Integró: 04/19/2009
Posts:
Points: 1469

Comentarios

Imagen de Poetaminas

Re: Gotas de horrores

Forte e até certo ponto, assustador, seu poema, amigo, mas bastante interessante na sua forma de abordar um tema tão difícil, desta maneira, em poesia.
Adorei estes versos, principalmente:-
"O nexo se perde pelo sexo, o sexo puro
e inseguro e descaído."
Verdade, verdadeira, em poucas palavras. beijos

Imagen de meninadorio

Re: Gotas de horrores

Tétrico! Arrepiante!

Imagen de jopeman

Re: Gotas de horrores

A mente vagueia loucamente, criativa...por vezes em gotas de horrores :-)
Muito bom, adorei
Abraço

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of onovopoeta

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Pensamientos Santo do pau oco 0 635 11/03/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/General Gemas acabrunhadas 0 277 10/19/2018 - 14:06 Portuguese
Poesia/General Receio do remate 1 1.219 10/15/2018 - 16:47 Portuguese
Poesia/Meditación Talvez um anjo 1 709 10/15/2018 - 16:46 Portuguese
Poesia/Meditación Oscilação 1 1.325 10/15/2018 - 16:45 Portuguese
Poesia/General Dito-cujo 2 466 10/15/2018 - 16:43 Portuguese
Poesia/General Abstrato 2 1.117 03/15/2018 - 09:42 Portuguese
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 360 03/15/2018 - 09:41 Portuguese
Poesia/General Beiços de homens 1 467 02/27/2018 - 11:37 Portuguese
Poesia/Meditación Morte e vida 1 724 02/27/2018 - 11:36 Portuguese
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 470 01/22/2018 - 14:58 Portuguese
Poesia/Meditación 10 graças 1 655 05/29/2016 - 13:03 Portuguese
Poesia/General Sinfônica saúde 0 654 04/22/2016 - 15:02 Portuguese
Poesia/General Santas descabidas 0 715 02/21/2016 - 20:22 Portuguese
Poesia/Amor Vinho triste 0 886 02/21/2016 - 20:20 Portuguese
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.396 12/24/2015 - 12:19 Portuguese
Poesia/General Oportunista 0 658 11/07/2015 - 22:42 Portuguese
Poesia/General Fluidos mínimos 0 656 09/23/2015 - 11:55 Portuguese
Poesia/General Mortos odoríferos 0 1.127 07/21/2015 - 11:30 Portuguese
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.006 06/13/2015 - 19:21 Portuguese
Poesia/Meditación Dias encafifados 0 842 04/29/2015 - 12:07 Portuguese
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.113 03/27/2015 - 12:29 Portuguese
Poesia/General Mortos do vaso 0 955 02/15/2015 - 13:26 Portuguese
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 790 01/15/2015 - 11:12 Portuguese
Poesia/Fantasía Luzes dos lampiros 0 939 12/23/2014 - 14:55 Portuguese