MALDITO INSTANTE

MALDITO INSTANTE
(Luana Alves)

Isolar-me-ia nas mais escuras e fechadas florestas
Se o meu coração não fosse devorado pela angústia
Imerso neste ciclo, de viver dia após dia
A saudade me afaga e estrangula a vida

Recordo-me da sensação, e procuro não lembrar
Do meu despertar neste mesmo dia, sete anos atrás
Eu não pudera imaginar a desgraça que iria me atropelar
Finda a vida de um - jamais serei capaz de aceitar!

Esquecer-me-ia no passado, não tão distante
Mas que cada vez se dispersa, extirpante
Ah, tão lindo era o teu semblante!
Foste embora sem se despedir e restou-me descobrir
Que tudo se perde em um maldito instante...

(Em memória, Lucas André Krohn 29/07/2012)

Submited by

Miércoles, Octubre 23, 2019 - 16:20

Poesia :

Sin votos aún

Luana Alves

Imagen de Luana Alves
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 3 semanas 13 horas
Integró: 10/23/2019
Posts:
Points: 42

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Luana Alves

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Tristeza DERRAMAR 0 67 12/27/2019 - 16:38 Portuguese
Poesia/Fantasía VOZES 1 158 11/19/2019 - 22:37 Portuguese
Poesia/Tristeza ANTE-MORTEM 1 273 11/13/2019 - 16:50 Portuguese
Poesia/Amor O AMOR É UMA DOENÇA 0 135 11/06/2019 - 16:08 Portuguese
Poesia/Fantasía SOLITUDE IMAGINARIUM 4 309 11/05/2019 - 16:05 Portuguese
Poesia/Amor À UMA LEMBRANÇA 0 158 10/24/2019 - 11:47 Portuguese
Poesia/Tristeza MALDITO INSTANTE 0 116 10/23/2019 - 16:20 Portuguese
Poesia/Fantasía DELÍRIO 0 183 10/23/2019 - 16:17 Portuguese