CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DERRAMAR

DERRAMAR

(Luana Alves)

Há tanto tempo
Não derramo sobre o papel
Versos mornos ou sedentos
Que intriga e dispersa
A inquietude atmosférica
Vos falo, têm sido insuportável
Indecisões açoitam
Estraçalham a alma apodrecida
À estaca zero, vencida
Quase adormecida...
Cansada da luta diária
Esfaqueia a própria áurea
E então suplica
Que a dor lhe ancore
No porto mais próximo
E por fim, descanse em monótono sepulcro
Gélido e duro, em cálido fundo.
26/12/2019

Submited by

sexta-feira, dezembro 27, 2019 - 16:38

Poesia :

No votes yet

Luana Alves

imagem de Luana Alves
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 4 dias
Membro desde: 10/23/2019
Conteúdos:
Pontos: 42

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Luana Alves

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza DERRAMAR 0 91 12/27/2019 - 16:38 Português
Poesia/Fantasia VOZES 1 193 11/19/2019 - 22:37 Português
Poesia/Tristeza ANTE-MORTEM 1 316 11/13/2019 - 16:50 Português
Poesia/Amor O AMOR É UMA DOENÇA 0 177 11/06/2019 - 16:08 Português
Poesia/Fantasia SOLITUDE IMAGINARIUM 4 339 11/05/2019 - 16:05 Português
Poesia/Amor À UMA LEMBRANÇA 0 196 10/24/2019 - 11:47 Português
Poesia/Tristeza MALDITO INSTANTE 0 141 10/23/2019 - 16:20 Português
Poesia/Fantasia DELÍRIO 0 248 10/23/2019 - 16:17 Português