CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Baudelaire Biografia

Charles-Pierre Baudelaire (Paris, 9 de Abril de 1821 — Paris, 31 de Agosto de 1867) foi um poeta e teórico da arte francêsa. É considerado um dos precursores do Simbolismo e reconhecido internacionalmente como o fundador da tradição moderna em poesia,[1] juntamente com Walt Whitman, embora tenha se relacionado com diversas escolas artísticas. Sua obra teórica também influenciou profundamente as artes plásticas do século XIX.
Nasceu em Paris a 9 de abril de 1821. Estudou no Colégio Real de Lyon e Colégio Louis-Le-Grand (de onde foi expulso por não querer mostrar um bilhete que lhe foi passado por um colega).
Em 1840 foi enviado pelo padrasto, preocupado com sua vida desregrada, à Índia, mas nunca chegou ao destino. Pára na ilha da Reunião e retorna a Paris. Atingindo a maioridade, ganha posse da herança do pai. Por dois anos vive entre drogas e álcool na companhia de Jeanne Duval. Em 1844 sua mãe entra na justiça, acusando-o de pródigo, e então sua fortuna torna-se controlada por um notário.
Em 1857 é lançado As flores do mal contendo 100 poemas. O livro é acusado no mesmo ano, pelo poder público, de ultrajar a moral pública. Os exemplares são presos, o escritor paga 300 francos e a editora 100, de multa.
Essa censura se deveu a apenas seis poemas do livro. Baudelaire aceita a sentença e escreveu seis novos poemas "mais belos que os suprimidos", segundo ele.
Mesmo depois disso, Baudelaire tenta ingressar na Academia Francesa. Há divergência, entre os estudiosos, sobre a principal razão pela qual Baudelaire tentou isso. Uns dizem que foi para se reabilitar aos olhos da mãe (que dessa forma lhe daria mais dinheiro), e outros dizem que ele queria se reabilitar com o público em geral, que via suas obras com maus olhos em função das duras críticas que ele recebia da burguesia.
Morreu prematuramente sem sequer conhecer a fama, em 1867, em Paris, e seu corpo está sepultado no Cemitério do Montparnasse, em Paris.
 
Cronologia
 

1821 - (9 de abril) Nasce em Paris Charles-Pierre Baudelaire, filho de François Baudelaire e Caroline Archimbaut-Dufays.
1827 - Morre François Baudelaire.
1828 - A sua mãe casa em segundas núpcias com o militar Jacques Aupick.
1832 - O Coronel Jacques Aupick é transferido para Lyon levando consigo a esposa e o seu filho Charles Baudelaire.
1833 - Baudelarie é matriculado como aluno interno no Collège royal de Lyon.
1836 - O Coronel Jacques Aupick é nomeado para o Estado Maior do Exército em Paris. Recomeça os estudos em Paris.
1838 - Viagem aos Pirenéus com a mãe e o padrasto. É após esta viagem que ele escreve o poema Incompatibilité.
1839 - Baudelaire conclui o curso colegial. Seu padrasto é promovido a General da Brigada.
1840 - Baudelaire vive na pensão Lévêque et Bailly e faz amizade com dois jovens poetas, Gustave Le Vavasseur e Ernest Prarond
1841 - Pressionado pela família e pelo padrasto, que não admitiam sua independência e determinação, Baudelaire é obrigado a embarcar num navio em Bordeaux com destino a Calcutá. Meses depois o General Aupick, seu padrasto, recebe uma carta do comandante do navio dando conta de que o jovem Baudelaire decidiu abandonar a viagem na Ilha de Réunion, não indo mais a Calcutá.
1842 - Retorna a França. Ligação com Jeanne Duval, uma jovem mulata que ele conhece no teatro Porte Saint-Antoine. Conhece Félix Tournachon, fotografo conhecido como Nadar, de quem fica muito amigo. Baudelaire atinge a maioridade e recebe a herança deixada por sua pai no valor de 75 mil francos. Passa a morar na Ilha de Saint-Louis em Paris.
1843 - Estreia numa colectânea literária chamada Vers. Muda-se para o Hotel Pimodan, conhece muitas pessoas ligadas às artes, como poetas, pintores e marchands. É nesse hotel que Baudelaire reencontra o poeta Theóphile Gautier, sua futura paixão Apolonie Sabatier, e Fernand Boissard, pintor morto prematuramente. É aí que instala o famoso Club des Haschischins, que inspirará Baudelaire para escrever a primeira parte dos Paraísos Artificiais.
 

Submited by

sábado, maio 14, 2011 - 14:39

Poesia Consagrada :

No votes yet

Baudelaire

imagem de Baudelaire
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 5 dias
Membro desde: 12/29/2008
Conteúdos:
Pontos: 199

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Baudelaire

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : O homem que só bebe água tem ... 2 2.588 05/03/2019 - 09:39 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : A felicidade é ... 1 2.408 06/21/2014 - 23:10 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : O belo é ... 1 2.467 06/21/2014 - 23:06 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : A admiração começa onde ... 1 2.522 06/21/2014 - 23:03 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : A vida é ... 1 2.284 12/25/2011 - 13:44 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : O público é ... 0 2.511 05/21/2011 - 19:08 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Para conhecer a felicidade é ... 0 2.275 05/21/2011 - 19:07 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : A fatalidade possui ... 0 3.696 05/21/2011 - 19:05 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : O comércio é ... 0 2.123 05/21/2011 - 19:05 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : O mais irritante no amor é ... 0 2.375 05/21/2011 - 19:04 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Aos olhos da saudade ... 0 2.228 05/21/2011 - 19:03 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Quem não souber povoar a sua solidão ... 0 2.371 05/21/2011 - 19:02 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : A imaginação é ... 0 2.206 05/21/2011 - 19:01 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Quanto mais se quer ... 0 2.241 05/21/2011 - 19:01 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : O poeta é ... 0 2.369 05/21/2011 - 19:00 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Apenas é igual a outro quem ... 0 2.122 05/21/2011 - 18:59 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Não podendo suportar o amor ... 0 2.132 05/21/2011 - 18:59 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Só nos esquecemos ... 0 1.984 05/21/2011 - 18:57 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Homem livre ... 0 2.196 05/21/2011 - 18:56 Português
Poesia Consagrada/Aforismo Baudelaire Aforismos : Manejar sabiamente uma língua é ... 0 1.984 05/21/2011 - 18:55 Português
Poesia Consagrada/Biografia Baudelaire Biography 0 1.315 05/14/2011 - 14:43 inglês
Poesia Consagrada/Biografia Baudelaire Biografía 0 1.950 05/14/2011 - 14:41 Espanhol
Poesia Consagrada/Biografia Baudelaire Biografia 0 1.320 05/14/2011 - 14:39 Português
Fotos/ - Baudelaire 0 1.769 11/23/2010 - 23:36 Português
Poesia Consagrada/Geral Charles Baudelaire : O Sino rachado 0 1.511 11/19/2010 - 15:54 Português