CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

William Shakespeare : O Mercador de Veneza – Ato II - Cena III

Cena III

(O mesmo. Um quarto em casa de Shylock. Entram Jessica e Lanceloto.)

Jéssica
Entristece-me muito ver que deixas meu pai dessa maneira. Nossa casa é um inferno, e tu, nela, um diabo alegre, a privavas de parte de seu tédio. Mas passa bem; recebe este ducado. E Lanceloto, hás de ver hoje à ceia um convidado de teu novo amo: Lourenço. Entrega-lhe esta carta, pondo toda cautela nisso. Passa bem. Não desejara que meu pai me visse a conversar contigo.

Lanceloto
Adeus; as lágrimas me substituem a língua. A mais bela das pagãs, a mais adorável judia! Se algum cristão não fizer alguma tratantagem para te pegar, estou redondamente enganado. Adeus; estas gotas idiotas me amolecem de alguma forma o espírito varonil. Adeus.

Jéssica
Adeus, bom Lanceloto.

(Sai Lanceloto.)

Oh, que odioso pecado é envergonhar-me de ter o pai que tenho! Mas embora do sangue dele eu venha, não sou filha daquele coração. Ó meu Lourenço Se a promessa cumprires, hei de em breve livrar-me desta situação enleada; cristã me torno e tua esposa amada.

(Sai.)

Submited by

quinta-feira, maio 7, 2009 - 21:52

Poesia Consagrada :

No votes yet

Shakespeare

imagem de Shakespeare
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 50 semanas
Membro desde: 10/14/2008
Conteúdos:
Pontos: 410

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Shakespeare

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 12: When I do count the clock that tells the time 0 3.615 07/12/2011 - 01:13 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 119: What potions have I drunk of Siren tears 0 2.593 07/12/2011 - 01:12 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 118: Like as to make our appetite more keen 0 2.320 07/12/2011 - 01:09 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 116: Let me not to the marriage of true minds 0 2.360 07/12/2011 - 01:07 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 115: Those lines that I before have writ do lie 0 2.400 07/12/2011 - 01:06 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 114: Or whether doth my mind, being crowned with you 0 2.776 07/12/2011 - 01:05 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 113: Since I left you, mine eye is in my mind 0 2.490 07/12/2011 - 01:04 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 112: Your love and pity doth th' impression fill 0 2.376 07/12/2011 - 01:02 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 111: O, for my sake do you with Fortune chide 0 2.174 07/12/2011 - 01:01 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 110: Alas, 'tis true, I have gone here and there 0 2.501 07/12/2011 - 00:59 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 11: As fast as thou shalt wane, so fast thou grow'st 0 2.493 07/12/2011 - 00:58 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 109: O, never say that I was false of heart 0 3.242 07/12/2011 - 00:57 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 108: What's in the brain that ink may character 0 2.205 07/12/2011 - 00:57 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 107: Not mine own fears, nor the prophetic soul 0 2.478 07/12/2011 - 00:56 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 106: When in the chronicle of wasted time 0 2.585 07/12/2011 - 00:54 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 105: Let not my love be called idolatry 0 2.971 07/12/2011 - 00:53 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 104: To me, fair friend, you never can be old 0 2.809 07/12/2011 - 00:53 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 103: Alack, what poverty my Muse brings forth 0 3.078 07/12/2011 - 00:52 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 102: My love is strengthened, though more weak in seeming 0 2.269 07/12/2011 - 00:50 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 101: O truant Muse, what shall be thy amends 0 2.941 07/12/2011 - 00:43 inglês
Poesia Consagrada/Geral Sonnet 100: Where art thou, Muse, that thou forget'st so long 0 2.325 07/12/2011 - 00:42 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 10: For shame, deny that thou bear'st love to any 0 2.544 07/12/2011 - 00:40 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonnet 1 0 2.599 07/12/2011 - 00:38 inglês
Poesia Consagrada/Soneto Sonet LIV 0 3.034 07/12/2011 - 00:37 inglês
Poesia Consagrada/Geral Silvia 0 3.177 07/12/2011 - 00:36 inglês