CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

“Talvez eu seja mais um idióta”

“Talvez eu seja mais um idióta”

Alinhem-se pra não ser o próximo alienado.

Faça parte de um grupo ou tribo pra não ser mais
um isolado.

Tenha idéias geniais só pra alguns intelectuais
venerados.

Leia bastante os mesmo livros e ouça os mesmo
cantores celebrizados.

Escolha um partido que convença sua classe social
ou resolva as dores dos seus batizados.

Seja convicto ou convencido de qualquer engano,
seja santista ou corintiano.

Reze ou ore numa igreja que diz ser a mais correta
ou que lhe deixe abrandado.

Mais cedo ou mais tarde virá a veracidade e muitos
saberão que foram enganados.

Não desista siga a regra da sociedade que você ficará
louco ou simplesmente resignado.

Xingue-me eu deixo, isso faz parte do grupos dos
desesperados.

(desculpem os meus “ados”)..........

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

sábado, maio 8, 2010 - 16:09

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 35 semanas 3 dias
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de mariamateus

Re: “Talvez eu seja mais um idióta”

W.Marques :-)

Não é idiota não! :roll:

Bom conteúdo!

Gosto de te ler....

Beijo de luz para ti.........

mm

imagem de Nanda

Re: “Talvez eu seja mais um idióta”

Marques,
Idiota já provaste que não és. Quem seguir todos esses requisitos para se sentir socialmente integrado e ser aceite, certamente chegará a hora que não se conhecerá a si mesmo e não saberá sequer quem é.
prezo muito a liberdade de escolhas e não há nada melhor que ser-se quem se é.
Viva a simplicidade e o direito individual à essência.
Gosto quando um poema não é vazio e como este me obriga a reflectir.
Beijo
Nanda

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 632 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 273 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.215 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 695 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.323 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 463 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.114 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 359 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 463 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 711 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 469 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 653 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 654 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 714 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 886 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.393 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 654 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 654 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.126 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.004 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 841 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.112 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 953 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 788 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 938 12/23/2014 - 14:55 Português