CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Algoz

Esta doença que paira em meu ser
Funesta! Funéreo exalos podres
Putrefazendo-se o organismo em chagas
Paira em mim como uma praga pestilenta!

Tento ingerir panacéias para aplacar
A dor terçã que pernoita perene
Não há nenhum indício de efêmero!
Vômitos compulsivos e gritos corporais

Anomalias em movimentos conscientes
Tudo é desprazer, um mal-estar pungente!
Voraz por dentro a doença carcome.

Esta doença é um cancro sem nome
É atroz em meu corpo, louca patologia!
É uma antropofagia que devora, é um antro!
(23/04/08)

Submited by

terça-feira, outubro 13, 2009 - 00:51

Poesia :

No votes yet

Dav-Rodrigues

imagem de Dav-Rodrigues
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 27 semanas
Membro desde: 09/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 406

Comentários

imagem de Mefistus

Re: Algoz

Dav-Rodrigues;
Ja ia sentindo a falta, de um dos seus Posts.
Gosto como escreve e mais ainda adivinho o que não diz.
Força e talento, tão presente neste verso:
"
Tento ingerir panacéias para aplacar
A dor terçã que pernoita perene
Não há nenhum indício de efêmero!
Vômitos compulsivos e gritos corporais"

gostei

imagem de CleberPaschoal

Re: Algoz

muito bom seu texto! Eu particularmente gosto desse tipo de poema e os faço também. A maioria das pessoas gosta de falar de Amor somente, mas eu acredito que é na dor e sofrimento que extraímos o que há de melhor no ser humano. Os poetas alvarez de azevedo e Lord Byron também pensavam assim.Parabéns!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Dav-Rodrigues

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Sepulturas 0 561 03/17/2012 - 15:39 Português
Poesia/Soneto Ao poeta Cruz e Sousa 0 565 03/17/2012 - 15:34 Português
Anúncios/Outros - Oferece-se produção de fanzines 0 998 03/16/2012 - 20:03 Português
Poesia/Soneto Alguns crimes 0 612 03/16/2012 - 01:58 Português
Poesia/Soneto Mazelas 0 768 03/16/2012 - 01:54 Português
Poesia/Soneto Lá em casa chove 0 449 03/16/2012 - 01:29 Português
Poesia/Soneto Dores 2 574 03/15/2012 - 14:37 Português
Poesia/Soneto Lendo pessoa 0 622 03/15/2012 - 14:29 Português
Poesia/Soneto Caber no poema 0 476 03/15/2012 - 14:25 Português
Poesia/Soneto Poema pra Shirlei 0 581 03/12/2012 - 18:50 Português
Poesia/Soneto "indignos" 0 583 03/12/2012 - 18:37 Português
Poesia/Soneto Wilde! 0 581 12/21/2011 - 15:22 Português
Poesia/Soneto Saudades 0 723 12/21/2011 - 15:09 Português
Poesia/Soneto Pureza 0 465 12/21/2011 - 15:04 Português
Poesia/Soneto Isolar 1 854 08/15/2011 - 01:12 Português
Poesia/Soneto Solitude 0 634 08/14/2011 - 20:30 Português
Poesia/Soneto Descor 0 779 08/14/2011 - 20:25 Português
Poesia/Soneto Luzes em Brilho 1 1.048 04/14/2011 - 22:19 Português
Poesia/Soneto Is this a poem? 1 805 02/01/2011 - 21:57 Português
Poesia/Soneto outra forma junkie 2 818 02/01/2011 - 21:51 Português
Poesia/Soneto Meiguice 2 1.213 02/01/2011 - 21:46 Português
Poesia/Soneto Lua-na 0 983 01/31/2011 - 15:34 Português
Poesia/Soneto Corpo pálido 0 753 01/26/2011 - 15:27 Português
Poesia/Soneto Cadáver e Sepulcro 0 731 01/21/2011 - 19:13 Português
Poesia/Soneto Socos no Corpo 0 753 01/21/2011 - 18:55 Português