CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Altas horas

Deita na cama e espera pelo próximo dia
Até sabe que não dormirá antes que passem milhares de pensamentos
O sol entorpecido do dia na cabeça
Faz com que tudo pareça tão cinza como dias nublados
Conta as horas e os minutos
Enquanto revoluções explodem na cabeça
Um grito ecoa na mente
Parabólica instalada na mente
Espinhos na coroa que perfura o crânio
Ou apenas um micro chip de informações falsas
Porque sabe que não tem coroa nenhuma ali
Então ajeita o travesseiro
Como se fosse conseguir dormir.

Tudo bem, você até que quase conseguiu me convencer
Que não é um estranho
E, por incrível que possa parecer,
Eu também não sou um estranho
Ou sou?
Agora fiquei mais confuso ainda.

Tá entendendo o que eu digo?
Eu acho que morri e renasci durante o inverno
Como uma fênix que brota do lodo pantaneiro
Estou com os olhos mais abertos do que antes
E mesmo assim não consigo enxergar nada mais do que ruínas
Propagandas e propagandas na TV
A propaganda é a alma do negócio,
Diz uma propaganda capitalista
Despejam demagogias formatadas em grandes slogans
Porque, no fundo, todos os hinos são slogans
Que perfuram a mente já doente pelas redes sociais.

A violência nem precisa ser mais dublada
Tudo é fabricado e segue os padrões internacionais
Apenas um discurso
As promessas que sempre fazemos a nós mesmos
E nunca temos coragem em cumpri-las
Porque a vida segue o eterno círculo infinito
Quem se importa com um homem triste?
Ou com as máculas de mentes juvenis?

Lá no fundo do abismo eles gritam:
Pule! Pule!
Estamos ansiosos para recebê-lo aqui também
O calor do verão me sufoca
Os olhos já começam a se fechar
Altas horas e agora o sono chegou
Deixarei de pensar e estarei aberto aos pesadelos
Tento falar com Deus,
Mas as horas de visitas já se foram
E devo acordar as cinco da manhã!

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, maio 23, 2022 - 18:14

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 22 horas 19 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8021

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Faz de conta 3 28 06/29/2022 - 19:59 Português
Poesia/Intervenção O regresso a inevitável casa 3 49 06/28/2022 - 20:10 Português
Poesia/Meditação Sem esperança não há vida 3 33 06/27/2022 - 20:18 Português
Poesia/Meditação Escravos do medo 3 93 06/27/2022 - 13:05 Português
Poesia/Meditação Mude a perspectiva da sua vida 3 129 06/24/2022 - 23:00 Português
Poesia/Paixão A mais pura paixão 3 70 06/24/2022 - 01:53 Português
Prosas/Pensamentos A solidão que me faz bem 3 42 06/23/2022 - 22:58 Português
Poesia/Desilusão Aquele sonho 3 62 06/23/2022 - 19:35 Português
Poesia/Alegria Vai no cais pra ver 3 91 06/22/2022 - 21:01 Português
Poesia/Amor Silenciosa saudade 3 54 06/21/2022 - 21:32 Português
Poesia/Desilusão Rasgar a alma 3 56 06/20/2022 - 23:42 Português
Poesia/Paixão Em suas mãos 3 78 06/20/2022 - 12:02 Português
Poesia/Intervenção O caminhar da humanidade 3 142 06/18/2022 - 13:40 Português
Videos/Outros Uma Noite Memorável - Lançamento de livros do Poeta Cacerense 0 38 06/15/2022 - 20:05 Português
Poesia/Alegria Uma Noite Memorável - Lançamento de livros do Poeta Cacerense 0 95 06/15/2022 - 19:58 Português
Poesia/Desilusão Vivo cada dia 3 124 06/13/2022 - 11:59 Português
Poesia/Meditação Nunca se desvanece 3 118 06/10/2022 - 21:42 Português
Poesia/Fantasia Helena de Tróia 3 223 06/09/2022 - 20:18 Português
Videos/Poesia Cáceres em Versos e Reversos - Análise do poema 0 40 06/08/2022 - 22:31 Português
Poesia/Dedicado Cáceres em Versos e Reversos - Análise do poema 0 83 06/08/2022 - 22:27 Português
Poesia/Tristeza Outra noite 3 67 06/08/2022 - 19:27 Português
Poesia/Amor A silhueta dos amantes 3 67 06/08/2022 - 02:44 Português
Poesia/Amor O Éden é Você 3 79 06/07/2022 - 18:36 Português
Poesia/Amor Não importa o que digam 3 106 06/06/2022 - 19:33 Português
Poesia/Desilusão Vestígios 3 100 06/06/2022 - 12:27 Português