CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ansiedade

Nas ondas revoltas e frias dos mares
Meu barco era desprovido de conforto...
Na ânsia desvairada de chegar ao porto,
Era necessário dissipar o redemoinho dos sentimentos fugazes.

Na escuridão infinda das madrugadas ao relento
Ouvia-se a agitação dos fortes açoites...
Meu barco trepidava no frenesi das noites
E a Lua espalhava seu brilho associada aos ventos...

Meus pensamentos denunciavam os perigos
Do silêncio ensurdecedor das madrugadas;
A distância sonora e fria das alvoradas
Deixava-me o coração impaciente e incontrito...

Ao raiar dos dias novas esperanças despontavam
E minha ansiedade se associava ao medo...
Será que conservaria intactos meus segredos ?
As nuvens ressabiadas e amedrontadas me incorporavam...

Após tantas madrugadas à luz da Lua,
Meu barco serenou devolvendo-me a consciência...
O almejado porto despontou com eloquência
E minhas palavras se despiram das inconstâncias nuas !

Submited by

segunda-feira, setembro 14, 2009 - 15:14

Poesia :

No votes yet

imelo

imagem de imelo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 21 horas
Membro desde: 09/09/2009
Conteúdos:
Pontos: 1175

Comentários

imagem de MarneDulinski

Re: Ansiedade

imelo!
Ansiedade

Nas ondas revoltas e frias dos mares
Meu barco era desprovido de conforto...
Na ânsia desvairada de chegar ao porto,
Era necessário dissipar o redemoinho dos sentimentos fugazes.
Belo poema!
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of imelo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Gótico SOCIOPATIA 0 59 04/06/2020 - 04:55 Português
Poesia/Geral ÚLTIMOS SUSPIROS 0 29 04/05/2020 - 19:20 Português
Poesia/Geral ALMA DESNUDA 0 36 03/31/2020 - 23:56 Português
Poesia/Geral SUBJETIVISMO 0 34 03/31/2020 - 00:57 Português
Poesia/Soneto CIÚME 0 45 03/30/2020 - 03:28 Português
Poesia/Geral O PENSAMENTO 0 37 03/27/2020 - 00:10 Português
Poesia/Geral VETORIAIS 0 60 03/25/2020 - 05:00 Português
Poesia/Soneto VIÇO 0 64 03/24/2020 - 05:13 Português
Poesia/Soneto DIA FESTIVO 0 61 03/24/2020 - 02:51 Português
Poesia/Soneto BILATERAL 0 35 03/23/2020 - 04:17 Português
Poesia/Soneto SINTOMAS 0 60 03/21/2020 - 22:26 Português
Poesia/Soneto VESTÍGIOS 0 38 03/21/2020 - 21:51 Português
Poesia/Soneto PRINCÍPIOS 0 52 03/21/2020 - 02:29 Português
Poesia/Soneto INSTANTES ÚLTIMOS 0 52 03/20/2020 - 02:58 Português
Poesia/Geral DÚVIDAS 0 55 03/17/2020 - 03:26 Português
Poesia/Geral VÍRUS 0 71 03/14/2020 - 02:17 Português
Poesia/Soneto VEREDAS ÍNTIMAS 0 43 03/12/2020 - 02:46 Português
Poesia/Soneto MUNDO CÃO 0 115 03/11/2020 - 05:18 Português
Poesia/Amor SONATA DE AMOR 0 46 03/09/2020 - 01:56 Português
Poesia/Soneto O MUNDO 0 40 03/09/2020 - 00:02 Português
Poesia/Geral AUTOCÍDIO 0 113 03/08/2020 - 18:43 Português
Poesia/Soneto SAUDOSISMO 0 52 03/07/2020 - 04:02 Português
Poesia/Soneto MAR DE TERRA 0 63 03/06/2020 - 03:42 Português
Poesia/Soneto JUÍZO 0 98 03/01/2020 - 03:47 Português
Poesia/Geral INEXORÁVEIS 0 92 02/29/2020 - 01:40 Português