CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Aos meus 50 anos

Pensei que a ele eu não fosse chegar,
Mas, já que a ele cheguei,
Eu quero mesmo é festejar,
Na companhia de todos vocês,

Venham comigo brindar,
Encham os copos, por favor,
Podem se aproximar,
Faremos um brinde ao amor,

Brindemos aos meus cinqüenta anos,
Que acabo de completar,
E as crianças que a viver estão começando,
Para um dia também aqui chegar,

Brindo também ao pão,
Que nunca me faltou,
E aquele belo botão,
Que em breve será uma flor,

Brindo a juventude impulsiva,
Sedenta de emoções,
E as ações bem sucedidas,
Pelos os homens de bons corações,

Faço um brinde a uma dor na coluna,
Que a tempo me faz companhia,
Brindo também as espumas,
Das sidras do meu dia-a-dia,

Quero um brinde para eternidade,
Que todos queriam possuir,
Brindo a essa felicidade,
Que eu estou sentindo aqui,

Fecho com um brinde ao Deus do universo,
Que tem as nossas vidas em suas mãos,
A ele sinceramente eu peço,
Que não nos falte com a sua compaixão,

A vocês agora eu confesso,
Que está vivendo, é uma grande emoção,
Ainda que lá no fundo eu ache de certo,
Que a vida é somente uma ilusão.

Matrix.

Submited by

terça-feira, abril 26, 2011 - 12:25

Poesia :

No votes yet

gege

imagem de gege
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 5 dias
Membro desde: 07/26/2009
Conteúdos:
Pontos: 2676

Comentários

imagem de MarneDulinski

Aos meus 50 anos

GEGE!

Aproveito essa oportunidade que estou comentando este teu lindo poema, que gostei demais, para te cumprimentar pelo seu aniversário,

uma data muito especial, mandando-te o nosso abraço, respeitando a minha e a tua masculinidade, visto ter feito o mesmo pensando em

minha musa mulher; mas como amizade de homem para homem, aqui também cabe!

NOSSO ABRAÇO!

Que vontade me da, de te abraçar;
Na tua frente chegar,
Olhar no fundo de teus olhos,
Abrir os meus braços;

Dar um abraço bem apertado,
Não ao ponto de machucar,
Mas sim de acarinhar,
Com um carinho gostoso...

Ficar assim por um tempo,
Te aninhar em meus braços,
Para dele lembrar por muito tempo,
Lembrar dessa troca...

Muito tempo ter essa imagem,
Deste momento gostoso;
Quando a saudade algum dia chegar e,
Curtir este nosso abraçar!

Marduskayo

Marne Dulinski
Publicado no Recanto das Letras em 01/06/2009
Código do texto: T1626477

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of gege

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Aforismo GRANDE ENCONTRO 3 1.101 02/28/2018 - 18:57 Português
Poesia/Dedicado Quilombola 3 1.270 02/28/2018 - 18:56 Português
Poesia/Dedicado Salvador você é Maravilhosa 0 1.402 03/30/2015 - 00:54 Português
Poesia/Geral É só uma opinião 0 1.333 03/10/2013 - 13:52 Português
Poesia/Meditação Alegrimente 0 1.692 08/21/2011 - 01:14 Português
Poesia/Dedicado Ao Cezar o que é do Cezar. 0 2.602 08/08/2011 - 22:25 Português
Poesia/Dedicado Eu e você 0 1.857 07/25/2011 - 18:50 Português
Poesia/Dedicado Para as mulheres 2 1.529 07/25/2011 - 16:57 Português
Poesia/Canção Ao som de uma viola Portuguesa 2 2.055 07/24/2011 - 13:00 Português
Poesia/Canção Nasceu para o amor 0 1.883 07/19/2011 - 22:19 Português
Poesia/Geral Isso não podia aconteçer 0 1.853 07/19/2011 - 22:06 Português
Poesia/Meditação Por minha fresta 1 1.711 07/09/2011 - 02:25 Português
Poesia/Desilusão Todo mundo 0 1.639 06/15/2011 - 18:46 Português
Poesia/Dedicado Inquieto andarilho 0 1.277 06/13/2011 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Poema do p 0 2.059 06/08/2011 - 17:35 Português
Poesia/Fantasia A sombra de uma amendoeira. 0 2.089 06/07/2011 - 17:12 Português
Poesia/Dedicado Aos que do mar tiram o seu pão 0 1.354 06/02/2011 - 13:06 Português
Poesia/Meditação Amor descartável 0 1.276 05/30/2011 - 17:28 Português
Poesia/Fantasia Próprio Velório 0 1.574 05/27/2011 - 19:29 Português
Poesia/Geral Metade 0 1.400 05/26/2011 - 14:37 Português
Poesia/Meditação Somente pedaços 0 1.768 05/25/2011 - 15:04 Português
Poesia/Geral Além de um trote. 0 2.062 05/24/2011 - 12:30 Português
Poesia/Meditação A minha poesia 0 1.916 05/23/2011 - 17:11 Português
Poesia/Meditação Escravo da poesia 1 2.269 05/19/2011 - 17:20 Português
Poesia/Geral Isso não podia acontecer 0 2.539 05/18/2011 - 12:24 Português