CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Aura acinzentada

Aura acinzentada

Sem noção sem atitude sem ação.

Veneno tépido, açude em contradição.

Com tradição não se brinca, pois o
brinco pode vim junto com a orelha.

O olho pode vim junto com a “sombra celha”.

O morto pode ser morto novamente.

Ainda restam gostas da mordida da serpente.

Que confusão fizeram por nada e que
rumo foi parar esta palhaçada.

Acintoso foi ele na sua conduta insana
e desvairada.

Inconseqüentes dão risadas precipitas.

Na vida real o inteligente e o sábio sabem
esperar a sua vez.

Não vou dar cheque em branco e nem
em preto.

Meu espeto é cheque mate, mate junto
com cheque premeditado.

Terão que pagar alto preço perdendo a
paz e a calma e acinzentaram suas almas.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

sexta-feira, outubro 9, 2009 - 15:23

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 4 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de mariamateus

Re: Aura acinzentada

W.Marques) :-)

Muito bom!

Todos quantos não têm escrúpulos

pagarão de certeza absoluta,uma avultada quantia

sem paz, de espírito ninguém é feliz!!

Abraçoo luz

imagem de FlaviaAssaife

Re: Aura acinzentada

onovopoeta,

"Terão que pagar alto preço perdendo a
paz e a calma e acinzentaram suas almas. "

É uma grande verdade... A falta de paz acinzenta a alma e faz sofrer o espírito!

Abraço

imagem de MarneDulinski

Re: Aura acinzentada

onovopoeta!

Aura acinzentada

Lindo,
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 785 11/03/2018 - 20:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 546 10/19/2018 - 13:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.445 10/15/2018 - 15:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 847 10/15/2018 - 15:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.466 10/15/2018 - 15:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 833 10/15/2018 - 15:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.226 03/15/2018 - 08:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 500 03/15/2018 - 08:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 565 02/27/2018 - 10:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.358 02/27/2018 - 10:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 716 01/22/2018 - 13:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 800 05/29/2016 - 12:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 728 04/22/2016 - 14:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 809 02/21/2016 - 19:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.019 02/21/2016 - 19:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.514 12/24/2015 - 11:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 788 11/07/2015 - 21:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 883 09/23/2015 - 10:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.199 07/21/2015 - 10:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.174 06/13/2015 - 18:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.088 04/29/2015 - 11:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.214 03/27/2015 - 11:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.030 02/15/2015 - 12:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 893 01/15/2015 - 10:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.014 12/23/2014 - 13:55 Português