CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Batem as asas do adeus

Batem as asas do adeus
Rompendo o céu do acaso
Faz-me compreender a ira
Engole-me em minha gula
E indo de longe me acena
Em um sol de retorno
Na lua de permanência
No preâmbulo da carne
No vil de uma jornada
Triste e fria, revoada
Ao sul com pares em formação
No norte apenas a canção
Batem as asas do adeus
Rompendo o céu do acaso.

Poesia de Teresa Azevedo.

Pintura de Ismael Nery pintor brasileiro de influência surrealista.

Submited by

segunda-feira, julho 28, 2014 - 17:32

Poesia :

No votes yet

teresaazevedo

imagem de teresaazevedo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 27 semanas
Membro desde: 09/16/2010
Conteúdos:
Pontos: 608

Comentários

imagem de deborabenvenuti

Batem as asas

As asas do adeus são sempre tristes e a jornada nem sempre é o que esperávamos que fosse.
Abraços

http://colchaderetalhos13.blogspot.com.br

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of teresaazevedo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Simples assim 0 1.232 05/25/2018 - 19:42 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 1.043 05/25/2018 - 19:15 Português
Poesia/Paixão Dono dos meus caprichos 0 1.158 05/25/2018 - 19:15 Português
Poesia/Geral O êxtase do poeta é a poesia 0 1.183 11/06/2015 - 10:34 Português
Poesia/Geral Poeta é gente diferente 0 1.333 11/06/2015 - 10:32 Português
Poesia/Geral Nós eremitas 0 1.220 11/06/2015 - 10:31 Português
Poesia/Geral Ser coletivo 0 1.608 11/05/2015 - 17:08 Português
Poesia/Geral Transcendemos corpos e emoções 0 1.732 11/05/2015 - 17:06 Português
Poesia/Meditação Ondulações 0 1.257 11/05/2015 - 17:04 Português
Videos/Poesia Projeto Ondulações 2014 0 4.972 11/05/2015 - 07:02 Português
Poesia/Tristeza Batem as asas do adeus 1 2.157 07/29/2014 - 00:08 Português
Poesia/Poetrix Crescer sim, beber não! 1 1.480 07/25/2014 - 23:30 Português
Poesia/Geral Miscelânea poética 1 1.892 07/17/2014 - 22:58 Português
Poesia/Aldravias Aldravia 1 0 2.261 07/17/2014 - 15:36 inglês
Poesia/Geral Tarde, mormaço 1 1.520 07/13/2014 - 22:57 Português
Poesia/Geral Descortine-os 0 1.452 07/12/2014 - 17:42 Português
Poesia/Geral Intocável 0 1.218 07/12/2014 - 17:01 Português
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.970 07/11/2014 - 03:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.800 07/11/2014 - 03:39 inglês
Poesia/Arquivo de textos (Poesia coletiva, resultado do primeiro Sarau, produzida através de palavras que cada assistido falou) 0 1.768 06/27/2014 - 18:06 inglês
Poesia/Paixão Casados em cópula 1 2.000 06/18/2014 - 23:12 Português
Poesia/Desilusão Pássaro Errante 1 1.491 06/16/2014 - 02:15 Português
Poesia/Fantasia Sonhei, tão somente sonhei 1 1.316 06/14/2014 - 18:28 Português
Poesia/Paixão Com a força dos temporais 1 1.504 06/12/2014 - 03:55 Português
Poesia/Amor Fragmento da poesia “Nós” 0 1.283 06/11/2014 - 05:21 Português