CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Começo a conhecer-me. Não existo.

Começo a conhecer-me. Não existo.
Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me
fizeram,
ou metade desse intervalo, porque também há vida ...
Sou isso, enfim ...
Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor.
Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.
É um universo barato.

Álvaro de Campos

Submited by

sábado, outubro 11, 2008 - 18:07

Poesia :

No votes yet

Álvaro de Campos

imagem de Álvaro de Campos
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 29 semanas
Membro desde: 10/11/2008
Conteúdos:
Pontos: 37

Comentários

imagem de Henrique

Re: Começo a conhecer-me. Não existo.

Um poema com arte, razão e sentimento!!!

:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Álvaro de Campos

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia Consagrada/Meditação Álvaro de Campos Poemas : TABAQUERÍA 0 1.836 05/08/2011 - 19:27 Espanhol
Poesia Consagrada/Meditação Alvaro de Campos Poems : The Tobacco Shop 0 1.511 05/08/2011 - 19:21 inglês
Poesia Consagrada/Meditação Álvaro de Campos Poemas : Tabacaria 0 801 05/08/2011 - 19:11 Português
Fotos/ - 619 0 802 11/24/2010 - 00:36 Português
Poesia/Tristeza Começo a conhecer-me. Não existo. 1 432 02/28/2010 - 02:47 Português
Poesia/Desilusão Clearly non-Campos! 1 612 02/28/2010 - 02:46 Português
Poesia/Desilusão Adiamento 1 536 02/28/2010 - 02:46 Português
Poesia/Amor Todas as Cartas de Amor são Ridículas 1 505 02/28/2010 - 02:45 Português
Poesia/Meditação TABACARIA 1 464 02/28/2010 - 02:45 Português