CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Covas abertas quando se falta o ar

Ninguém pode sair às ruas
Agora elas devem estar desertas
Um vazio enorme na sociedade
Um vírus invisível que mata aos milhares
E não deixa ninguém respirar.

Falta o ar dos pulmões
O oxigênio dos hospitais
A vida dos pacientes
Das famílias que se vão solitárias
Dos profissionais da saúde que estão exaustos.

O mundo já não será o mesmo
Nunca mais será
Ninguém está seguro
E alguns ainda brincam com tudo isso
E não respeitam a dor alheia
E fazem aglomerações
Parecem não ter nada nos corações.

Triste a nossa realidade
Tal como uma figueira que balança com o vento
O mundo é sacudido
E só os fortes podem sobreviver
Em meio a esse funeral.

Milhares de covas abertas
Uma juntinha da outra
Enquanto nos leitos
Cada um se vai sozinho
Sem ao menos poder se despedir
Daqueles que mais amam.

A dor é tamanha
A solidão estranha
Quando se falta o próprio ar
Para aqueles que só querem respirar
A vida que se vai silenciosa.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sábado, março 27, 2021 - 20:16

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 horas 1 minuto
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 5571

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Por sua causa tenho lindos sonhos de amor 0 42 05/12/2021 - 00:06 Português
Poesia/Desilusão No mesmo caminho 0 46 05/11/2021 - 00:30 Português
Poesia/Amor O amor é a essência da vida 0 82 05/10/2021 - 19:39 Português
Poesia/Meditação A gripe de 1921 em Cáceres 0 49 05/09/2021 - 19:38 Português
Poesia/Desilusão Só agora percebo 0 62 05/07/2021 - 20:26 Português
Poesia/Desilusão A sombra perdida do coração 0 88 05/06/2021 - 13:15 Português
Poesia/Amor Direção 0 75 05/05/2021 - 21:24 Português
Poesia/Alegria Poesia é vida! 0 79 05/04/2021 - 16:45 Português
Poesia/Meditação Quando as terras caírem sobre mim 0 96 05/03/2021 - 23:39 Português
Poesia/Desilusão Um dia existiu 0 123 05/03/2021 - 19:04 Português
Poesia/Desilusão Sentimento perdido 0 64 05/01/2021 - 18:08 Português
Poesia/Amor E ela sorriu 0 83 04/30/2021 - 23:39 Português
Poesia/Fantasia Impassível diante do dragão 0 125 04/29/2021 - 23:15 Português
Poesia/Meditação No caminho de Emaús 0 119 04/28/2021 - 22:05 Português
Poesia/Fantasia O poeta é semelhante as nuvens 0 205 04/27/2021 - 13:07 Português
Poesia/Dedicado A importância da História 0 85 04/26/2021 - 22:39 Português
Poesia/Meditação Está consumado! 0 107 04/25/2021 - 15:12 Português
Poesia/Meditação Precisamos aprender alguma coisa 0 200 04/23/2021 - 20:03 Português
Poesia/Meditação História de minhas calamidades 0 107 04/22/2021 - 13:32 Português
Poesia/Meditação A busca pelo conhecimento 0 190 04/21/2021 - 12:43 Português
Poesia/Amor No sorriso de uma deusa 0 154 04/20/2021 - 18:09 Português
Poesia/Dedicado Lillo e Léo 0 142 04/19/2021 - 19:11 Português
Prosas/Pensamentos No Tribunal de Cristo (Parte I) 0 128 04/18/2021 - 14:08 Português
Poesia/Meditação Da prisão à liberdade 0 122 04/18/2021 - 13:57 Português
Poesia/Desilusão Amor de perdição 0 106 04/17/2021 - 15:55 Português