CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Descoberta

Ontem eu pensei assim :
Caso chova torrencialmente,
Amanhã ficarei em casa
Fazendo alguma coisa diferente.

Hoje amanheceu chovendo,
Houve relâmpagos e até trovoadas,
Lembrei o que pensei ontem
E não saí cedo com minha amada.

Inventei uma porção de coisas para fazer,
Coisas que nunca havia feito antes,
Tive alguns prejuízos, é verdade,
Mas foi deveras gratificante.

Nem senti o tempo passar,
Tão distraído estava.
Descobri coisas interessantes
Guardadas no fundo de uma mala.

Eram pacotinhos amarrados com cordão
Que curiosamente abri aflito.
Qual não foi minha surpresa ao verificar
Que eram retratos mofados e bem antigos.

Tentei identificar os personagens,
Mas não reconheci ninguém.
As fotos estavam manchadas e escuras,
Não dava para observar bem.

Recoloquei-as no mesmo lugar
E fui em busca de novas descobertas,
Foi então que me deu um estalo
Ao verificar as gavetas da cômoda abertas.

Remexi em tudo rapidamente
E desvendei um maço de correspondências.
Eram cartas antigas de meu à minha mãe
Quando eles ainda não se viam com freqüência.

Fui lendo uma por uma lentamente...
A cada leitura ia ficando mais excitado.
Meu pai fazia revelações íntimas em detalhes,
Mas um comentário me deixou bastante chocado.

Compreendi que eles estavam brigados
Porque minha mãe estava esperando um bebê.
Ele insistentemente implorava para que ela abortasse
A fim de que em paz pudessem viver.

Na carta seguinte o susto foi bem maior,
Porque entendi que o bebê era fruto de uma traição.
Meu pai estava disposto a perdoá-la
E aceitá-la novamente com amor no coração.

Na última missiva meu pai se rendia,
Pois amava minha mãe com loucura,
Porém pude compreender depois de muitos anos
Porque jamais meu pai de tratara com ternura.

Agora está tudo explicado,
Tudo aconteceu assim de repente...
Foi minha curiosidade que me trouxe a verdade,
Coisa que nunca se passara em minha mente.

Finalmente, já anoitecendo, o temporal passou.
Fiquei calado e guardei tudo do mesmo jeito.
Telefonei para minha amada. Combinamos. Saímos.
Mas guardarei eternamente esta mágoa no peito.

Submited by

quarta-feira, janeiro 6, 2010 - 03:29

Poesia :

No votes yet

imelo

imagem de imelo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 14 semanas
Membro desde: 09/09/2009
Conteúdos:
Pontos: 1659

Comentários

imagem de MarneDulinski

Re: A Descoberta

LINDO SEU POEMA, EMBORA TRISTE PELA DESCOBERTA; MAS PARA TIRAR QUALQUER DÚVIDA, PODERIAS FAZER UM EXAME DE DNA, DE DADOS DE SEU SUPOSTO PAI COM OS SEUS!
TODAS DÚVIDA SERIAM SANADAS, APAGADAS DE SUA VIDA, E CONTINUAR VIVENDO, LEMBRAR QUE SUA MÃE O AMOU MUITO, E SEU SUPOSTO PAI, PELO QUE VI TAMBÉM, POIS O CRIOU SEM O MALTRATAR, MESMO SOFRENDO PELO ERRO OU NÃO DE SUA MÃE!
Marne

imagem de Gisa

Re: A Descoberta

Algumas revelações nos ferem, e faz com que entendamos finalmente, o que antes era uma interrogação. Ou vc, ou o personagem, não sei, esqueça tudo, pessoas erram, viva plenamente, sua mãe lhe deu este direito ao não cometer um aborto. Não vale a pena desenterrar cadáveres, remexer feridas. Boa sorte, abraços

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of imelo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto AFECÇÕES 0 643 02/08/2021 - 01:22 Português
Poesia/Geral CONEXÃO 1 358 01/27/2021 - 16:36 Português
Poesia/Geral EXTRATIVISMO 1 428 01/27/2021 - 16:33 Português
Poesia/Soneto HOMEM/MULHER 0 536 11/10/2020 - 02:56 Português
Poesia/Gótico PAISAGEM 0 524 11/04/2020 - 02:15 Português
Poesia/Soneto INFINITESIMAL 0 383 11/03/2020 - 01:52 Português
Poesia/Geral SENSAÇÕES 0 403 11/02/2020 - 23:51 Português
Poesia/Soneto SENSAÇÕES EÓLICAS 0 273 11/02/2020 - 00:32 Português
Poesia/Geral HÁBITOS & VÍCIOS 0 350 11/01/2020 - 21:34 Português
Poesia/Gótico ALUVIÃO 0 434 10/29/2020 - 03:23 Português
Poesia/Soneto JUÍZO 0 256 10/26/2020 - 02:03 Português
Poesia/Soneto NEGRUME 0 345 10/25/2020 - 14:12 Português
Poesia/Geral CIENTÍFICO 0 554 10/21/2020 - 04:47 Português
Poesia/Geral MISTÉRIOS 0 415 10/19/2020 - 02:20 Português
Poesia/Geral OS SENTIDOS 0 608 10/18/2020 - 14:48 Português
Poesia/Geral IDONEIDADE 0 428 10/17/2020 - 14:11 Português
Poesia/Soneto INTRÉPIDO 0 344 10/17/2020 - 01:37 Português
Poesia/Soneto EMBALOS 0 417 10/12/2020 - 00:36 Português
Poesia/Geral FUTUM 0 384 10/12/2020 - 00:00 Português
Poesia/Geral FUTUM 0 499 10/11/2020 - 23:57 Português
Poesia/Geral DOUTRINA 0 422 10/06/2020 - 04:33 Português
Poesia/Geral AMAR 0 464 09/30/2020 - 02:36 Português
Poesia/Gótico AGONY 0 470 09/27/2020 - 00:58 Português
Poesia/Geral AGONY 0 1.139 09/27/2020 - 00:21 inglês
Poesia/Geral INDOMÁVEL 0 375 09/26/2020 - 15:45 Português