CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Diabinho sem vergonha


Diabinho sem vergonha

Alma por vezes desarmada se agrilhoa no escuro
da madrugada.
Demônio me afoga dormindo rindo da minha vida
desgraçada.

Quase me pega, mas eu esquivo a corrente se arrebenta
do nada.
Quase um apego na minha vida mal vivida com uma
doce risada.

Busco o sono, mal adormeço e me endureço, grito com
voz abafada.
Quero fazer exercício de dia longe da força tenebrosa
desarrumada.

Fico forte por fora, mas a besta demora ir pra casa
assombrada.
Sou intenso e tenho fé inabalada, é desses que ele quer
pra fada.

A safada é dona da morte, pega as cafifentas e as já
sorteadas.
Ainda bem que despertei e pulei do leito sem ela
desmistificada. 

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

domingo, fevereiro 10, 2013 - 21:38

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 27 semanas 1 dia
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 560 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 202 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.130 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 649 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.287 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 425 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.084 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 302 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 429 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 679 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 405 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 584 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 629 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 684 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 838 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.328 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 630 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 637 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.091 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 959 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 804 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.075 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 929 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 766 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 911 12/23/2014 - 14:55 Português