CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Fédon - Platão

[Teoria dos Contrários: 1ª prova da imortalidade da alma]

Depois de ele ter acabado de falar, tomou Cebes a palavra:
Tudo isso, Sócrates, parece-me excelentemente dito; quanto, porém, se refere à alma, é objecto de grande incredulidade para os homens, que suspeitam não existir em parte nenhuma, depois de se separar do corpo, e que, no dia da morte, é destruída e perece com eles. Apenas se separa e sai do corpo, imaginam, esvai-se como hálito ou fumo e, esvaída deste modo, não existe em nenhum lugar. Pois, se subsistisse algures unida a si mesma e liberta dos males de que falaste agora, a esperança de que as tuas palavras fossem verdadeiras, Sócrates, seria bela e grande. Mas precisa talvez de não pequena explicação e de prova o asserto de que a alma de quem morre continua a viver e actua ainda e pensa.
(...)
Mas não olhes o problema, continuou Sócrates, apenas em relação aos homens, se desejas mais facilmente descobrir a verdade; considera-o também em relação a todos os animais e plantas, numa palavra, relativamente a tudo o que nasce. Vejamos, então, se todos os seres se originam deste modo, isto é, se os contrários não se originam de outra coisa a não ser dos seus contrários em tudo, em que existe uma tal relação: o belo, por exemplo, do seu contrário, o feio, o justo do injusto e assim inumeráveis coisas, que estão no mesmo caso.
(...)
-Estamos portanto, prosseguiu Sócrates, em posse deste princípio: 
todas as coisas contrárias nascem daquelas que lhes são contrárias.
-Indubitavelmente.
(...)
Se, por exemplo, existisse adormecer, mas o acordar, proveniente de dormir, não lhe correspondesse, compreendes que tudo viria, enfim, a provar que o caso de Eudimião não passaria de frioleira, que em nenhuma parte poder-se-ia verificar; pois todas as coisas estariam como ele, mergulhadas no sono. Do mesmo modo, se tudo se unisse e jamais se separasse, em breve se realizaria o que disse Anaxágoras. «todas as coisas em desordem»
(...)
-Em minha opinião, Cebes, é-o mais que qualquer outra coisa; e nós, concordando neste ponto, não nos iludimos; antes é um facto o regresso à vida, que os vivos nascem dos mortos, que as almas dos mortos subsistem e que há um destino melhor para as boas e um pior para as más.

Submited by

segunda-feira, dezembro 31, 2012 - 22:22
No votes yet

Fantas

imagem de Fantas
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 7 semanas
Membro desde: 09/11/2012
Conteúdos:
Pontos: 67

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Fantas

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Arquivo de textos Fédon - Platão 0 390 12/31/2012 - 22:22 Português
Musica/Poesia Sunrise .. 0 921 12/01/2012 - 01:05 Português
Poesia/Pensamentos Avulso é.. 0 400 11/06/2012 - 02:05 Português
Musica/Poesia Runaway.. 0 966 11/05/2012 - 15:52 inglês
Musica/Rock Self Control.. 0 880 10/19/2012 - 10:33 Português
Poesia/Geral Casinha de Emoções.. 0 424 10/19/2012 - 10:18 Português
Musica/Rock Incantations Part Four ( excerpt ) 0 960 10/03/2012 - 22:19 inglês
Musica/Chill Out Sweat ( A La La La La Long ) .. 0 1.046 10/03/2012 - 21:40 inglês
Musica/Rock Portsmouth.. 0 908 10/02/2012 - 00:29 inglês
Musica/Pop Everytime it Rains.. 0 901 10/02/2012 - 00:26 inglês
Musica/Pop The Sign.. 0 941 10/02/2012 - 00:16 inglês
Musica/Outro Down Under.. 0 957 10/02/2012 - 00:11 inglês
Musica/Pop Never gonna say I'm sorry.. 0 952 10/02/2012 - 00:04 inglês
Musica/Pop Happy Nation.. 0 993 10/02/2012 - 00:01 inglês
Poesia/Pensamentos Sem Título 1 369 09/15/2012 - 19:45 Português
Musica/Pop Dreams .. 0 994 09/15/2012 - 00:32 inglês
Poesia/Pensamentos Sonhos do Fantástico 4 499 09/14/2012 - 14:08 Português