CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Feira

Vendem-se as almas na feira. Segundos usos de quem renasce. Quinquilharias. Da manha ao entardecer, nas estações pesadas, no reboliço da gente, que vêm, mexem, reviram tudo e deixam lá.
O preço dessa sua jornada e sem poder discutir porque não fala, está a venda. Pegroam-se como um pedaço de carne pronto a ser levado, são o que valem, o espaço que ocupam.

Pergunta para que serve. Nunca foi destas coisas.Tenteava o que tinha para evitar gastar muito. São baratas dizia a senhora puxando molhos de opções mais umas quantas lenga lengas que traduziam a sua experiência.

Nao encontrou nada de jeito. Nao havia. Também quem fosse ali para se vender quer ser comprado. Como podem chegar a isto. Fazerem-se de mostra como um objecto animado. Nem sabia para que fora ali.

Ha quem voltasse cansado e nao quisesse mais aquilo. Nao haveria outra forma de ser o buscar encontrar o que nem sabem. E vender o que não sabem. Pedaços partidos colados com cola barata. La vem a cantiga, os olhares, as carteiras cheias de dinheiro prontas a felicidade. Começou.

Submited by

sábado, julho 13, 2019 - 12:58

Poesia :

No votes yet

Anaamorim

imagem de Anaamorim
Online
Título: Membro
Última vez online: há 3 minutos 23 segundos
Membro desde: 03/21/2012
Conteúdos:
Pontos: 832

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Anaamorim

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Erros 0 36 07/03/2020 - 04:16 Português
Poesia/Geral Caixa 0 35 07/03/2020 - 03:53 Português
Poesia/Geral historias da vida real e impossivel 0 224 06/05/2020 - 03:40 Português
Poesia/Geral ventos 0 185 05/14/2020 - 05:01 Português
Poesia/Geral Mundos 0 110 05/10/2020 - 16:30 Português
Poesia/Geral precisar 0 122 05/07/2020 - 01:25 Português
Poesia/Geral Lavagem 0 288 04/09/2020 - 04:13 Português
Poesia/Geral palavras 0 183 04/01/2020 - 04:18 Português
Poesia/Geral Fenix 0 225 02/26/2020 - 12:05 Português
Poesia/Geral tempos 0 217 01/07/2020 - 00:30 Português
Poesia/Geral muda 0 292 12/28/2019 - 21:23 Português
Poesia/Geral contratempo 0 217 12/27/2019 - 14:04 Português
Poesia/Geral já fui 0 332 12/05/2019 - 20:32 Português
Poesia/Geral aLimite 0 347 11/16/2019 - 05:37 Português
Poesia/Geral passados 0 298 10/29/2019 - 14:39 Português
Poesia/Geral brechas do silencio 1 1.028 10/22/2019 - 11:08 Português
Poesia/Geral escrever-te 1 444 10/22/2019 - 11:08 Português
Poesia/Geral overthink 0 591 09/30/2019 - 02:15 inglês
Poesia/Geral livre 0 308 09/22/2019 - 03:08 Português
Poesia/Geral ida 0 337 09/12/2019 - 04:05 Português
Poesia/Geral insonia 0 397 09/05/2019 - 16:00 Português
Poesia/Geral Três passos. 0 374 09/04/2019 - 03:39 Português
Poesia/Geral cotovia. Formas de vida num espaço. palavras inventadas com o meu significado. 0 373 09/03/2019 - 17:29 Português
Poesia/Geral Entre um ponto e o outro. 0 623 08/29/2019 - 16:44 Português
Poesia/Geral Não sou ninguém 0 448 08/27/2019 - 14:09 Português