CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Igreja sem sino


Igreja sem sino

Estive ausente dos cuidados.
Deixei-me por muito tempo
de lado.

Cuidei de duas paixões que
deram-me alegria.

Meus filhos cresceram hoje
seguem sua via.

Minha paixão primeira da
juventude virou aversão.

Meus versos poucos falaram
de paixão.

Meu amor do passado virou
saudade.

Estou cuidando pra manter
velhas verdades.

Preciso de flores novas e de
cheiro bom.

Preciso de flores!!! Rosas rosa
de único tom.

Quero uma causa nobre pra
seguir meu destino.

Quero que a princesa dobre o
pano de seda fino.

Estou precisando me transformar
em igreja sem sino.

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

sábado, setembro 7, 2013 - 14:28

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 28 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de cecilia

Belo poema

Destaco

"Meu amor do passado virou
saudade.

Estou cuidando pra manter
velhas verdades.

Preciso de flores novas e de
cheiro bom."

Ao ler-te o passado fez presente
Saudades dos tempos ermos
Que a vida era mais fácil
Que os perfumes eram perfumes
Os raros eram apreciados
Quando a maturidade faz sabida
começamos a pensar nos passos dados
a experiência então é somada
e começamos a cuidar do que antes
era deixado de lado
recomeço assim interpreto

Boa poesia como sempre...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 949 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 751 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.698 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 1.067 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.681 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 1.076 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.430 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 689 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 726 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.579 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 967 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 1.042 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 863 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 904 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.219 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.675 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 946 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 1.058 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.303 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.421 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.281 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.401 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.245 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 1.084 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.165 12/23/2014 - 14:55 Português