CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Memórias impertinentes em uma caverna

Como veio parar neste lugar não sabe explicar
O silêncio ajuda a pensar
Lembranças povoam sua mente
Como os morcegos que se soltam na escuridão
Sem fazer qualquer cerimônia.

Os pensamentos são perturbadores
Como se fossem feridas mal curadas
Memórias impertinentes que afligem
Que permanecem no subconsciente
Como se fossem vozes infinitas na mente.

Só queria se esconder do mundo
Por isso adentrou a escuridão dessa caverna
E não pode esperar mais nada da vida
Se a esperança já não faz parte da história
Porque ninguém quer lembrar do passado.

Memórias impertinentes incomodam
Tiram o sossego do espírito sempre indomável
Os pensamentos não podem ser controlados
Parecem ter vida própria e voam
Como os morcegos inquietos desse lugar.

Em um passado não tão distante
Conheceu a felicidade tão sonhada
Nos olhos meigos de uma donzela
Sem saber que seria apenas mais uma ilusão
Porque ninguém pode controlar o coração.

Percorre os labirintos da caverna
Cada gruta escura causa calafrios intensos
O desconhecido é a sensação mais estranha
Porque não se sabe o que vem depois
E tudo pode não passar de mais uma miragem.

Percebe que lá fora há uma luz
O sol que brilha também aquece
Mas não consegue sair dessa caverna
Onde sente o abraço forte da solidão
Que agora lhe faz a tão sonhada companhia.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quarta-feira, setembro 14, 2022 - 13:06

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 13 horas 14 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 9140

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Outra vez 3 27 12/04/2022 - 10:54 Português
Poesia/Amor Na minha imaginação 3 40 12/03/2022 - 21:30 Português
Poesia/Pensamentos Um mundo simples 3 73 12/03/2022 - 10:32 Português
Poesia/Meditação O aperto no peito 3 54 12/02/2022 - 22:08 Português
Poesia/Paixão Inexplicável força da paixão 3 107 12/02/2022 - 11:59 Português
Poesia/Desilusão Meu coração que se foi 3 55 12/01/2022 - 10:28 Português
Poesia/Intervenção A solidão dos vivos 3 51 11/30/2022 - 10:25 Português
Poesia/Meditação Ele veio por nós 3 44 11/29/2022 - 21:33 Português
Poesia/Meditação Deus é bom! 26 160 11/29/2022 - 17:28 Português
Poesia/Desilusão Falta de você 3 51 11/27/2022 - 10:23 Português
Poesia/Paixão Paixão indescritível no ar 3 42 11/26/2022 - 10:33 Português
Poesia/Paixão Cortinas 3 61 11/25/2022 - 13:12 Português
Poesia/Pensamentos Demiurgos escondidos 3 53 11/24/2022 - 22:50 Português
Poesia/Geral Ratos de esgoto 3 64 11/23/2022 - 23:51 Português
Poesia/Desilusão Essa noite não dormi 3 57 11/23/2022 - 18:41 Português
Poesia/Pensamentos Muito mais do que tudo isso que digo agora 3 67 11/23/2022 - 01:20 Português
Poesia/Intervenção Flagelo 3 129 11/21/2022 - 11:06 Português
Poesia/Alegria Copa do Mundo de Futebol 3 60 11/20/2022 - 11:02 Português
Poesia/Meditação Ser Negro 3 108 11/20/2022 - 10:59 Português
Poesia/Desilusão Uma temporada no Inferno 3 60 11/19/2022 - 13:12 Português
Poesia/Meditação Passos impensados 3 91 11/18/2022 - 19:04 Português
Poesia/Desilusão Atraído pela ilusão 3 114 11/17/2022 - 18:46 Português
Poesia/Desilusão Outra noite 3 85 11/16/2022 - 18:24 Português
Poesia/Amor A ilusão criada pelo olhar 3 125 11/15/2022 - 11:05 Português
Poesia/Amor Não sabia o que fazer de mim 3 146 11/14/2022 - 10:42 Português