CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Morri tudo que senti

Morri por tudo que senti,
Acordo na tarde amada,
Parece que não foi nada,
Tão sentida, que não sei,
O amor que sinto,
Aquele que herdei,
Do tempo confuso,
Das manhãs intensas,
Noites longas,
Profundas emoções,
De corpos cruzados,
Que nada dizem,
E amam o que sentem,
Sem dizerem nada,
O que são as palavras,
Quando sentimos tudo,
Olhar profundo,
Da intensidade,
De tudo que não é nada.
Simplesmente um grande amor.

Submited by

segunda-feira, dezembro 5, 2011 - 16:58

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

carlospisco

imagem de carlospisco
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 8 semanas
Membro desde: 12/04/2011
Conteúdos:
Pontos: 31

Comentários

imagem de carlospisco

Obrigado

Obrigado,

pelos teus comentário e por reflexões bastantes interessantes.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of carlospisco

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Pintura/Figurativo Exposição de Pintura e Serigrafia "DELICIAE" 0 649 05/14/2012 - 09:09 Português
Poesia/Amor Morri tudo que senti 1 389 12/06/2011 - 11:16 Português
Pintura/Figurativo A menina do violino 0 974 12/04/2011 - 22:30 Português
Pintura/Figurativo A marioneta 0 675 12/04/2011 - 22:27 Português
Poesia/Amor Palavras desenhadas no céu. 0 584 12/04/2011 - 22:24 Português
Poesia/Amor Momentos do tempo 0 363 12/04/2011 - 14:20 Português
Poesia/Amor Rostos perdidos 0 297 12/04/2011 - 14:09 Português