CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não espero que volte

Fecho os olhos e contemplo você.
Meiga e singela como a mais linda flor.
A imaginação voa como pássaro alado
Em busca do seu sorriso...
Você que sempre iluminou a minha vida
Foi sempre o sol que aquecia o meu amanhecer...
Fez-me amar e sentir o amor
Alegria e prazer em viver.
O sonho que sonhava acordado
Realizar ao seu lado.
Fantasia de inúmeras noites em que te amava com ternura
No infinito das estrelas.
Quando você partiu
Um estranho silêncio invadiu minha alma.
A tristeza de hoje é a ausência de você.
Não sei compreender o tempo que insiste em não passar.
Ao fechar os olhos já não te vejo.
A angustia das noites são terríveis e fere a minha alma.
Não espero que volte,
Por mais que te desejo
Não imagino isso.
Fiz-me amigo do silêncio e com ele te imagino.
Meu coração te pertence
Mas minha vida não mais.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, novembro 8, 2021 - 21:13

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 13 horas 4 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6803

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Sonhos furiosos 0 29 01/27/2022 - 11:05 Português
Poesia/Amor Sob o encanto desse sublime olhar 0 51 01/26/2022 - 11:57 Português
Poesia/Meditação As marcas da vida 0 50 01/25/2022 - 19:04 Português
Poesia/Pensamentos Podemos não nos encontrar no tempo 0 103 01/25/2022 - 11:48 Português
Poesia/Amor A palavra é uma asa do silêncio 0 123 01/24/2022 - 15:25 Português
Poesia/Intervenção Gafanhotos 0 45 01/24/2022 - 11:38 Português
Poesia/Pensamentos Segredos ocultos profundamente 0 164 01/23/2022 - 12:19 Português
Poesia/Amor Sensibilidade 0 42 01/22/2022 - 11:14 Português
Poesia/Intervenção Alma selvagem 0 66 01/21/2022 - 13:29 Português
Poesia/Desilusão E o culpado sou eu 0 88 01/21/2022 - 12:01 Português
Poesia/Amor Sombras que sofrem 0 66 01/20/2022 - 11:31 Português
Poesia/Pensamentos O pensador 0 157 01/19/2022 - 11:19 Português
Poesia/Meditação Se o medo é real em mim 0 39 01/18/2022 - 09:04 Português
Poesia/Desilusão Não seja cega 0 64 01/17/2022 - 16:18 Português
Poesia/Meditação Aprendi que Deus gosta dos aflitos 0 187 01/16/2022 - 19:37 Português
Poesia/Fantasia Sob o olhar da coruja 0 52 01/15/2022 - 18:20 Português
Poesia/Amor Se eu não puder te esquecer 0 73 01/15/2022 - 11:51 Português
Poesia/Pensamentos A longa viagem de Stone Halls 0 222 01/14/2022 - 11:37 Português
Poesia/Pensamentos Dias de um futuro esquecido 0 187 01/13/2022 - 11:23 Português
Poesia/Amor Quando tudo parecia real 0 108 01/12/2022 - 16:46 Português
Poesia/Pensamentos O pensamento humano 0 211 01/11/2022 - 16:42 Português
Poesia/Pensamentos Tormentas 0 79 01/10/2022 - 16:36 Português
Poesia/Desilusão Um dia termina 0 62 01/09/2022 - 17:05 Português
Poesia/Desilusão Pavor 0 54 01/09/2022 - 17:01 Português
Poesia/Intervenção A humanidade não causa mais afeição 0 72 01/07/2022 - 11:28 Português