CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não mudou nada

Não mudou nada

Vacilavam e cabaleavam como ébrios
e toda a sua habilidade se esvaiam.

Seus ganhos eram em mil a mil, não era
filho da puta.

A puta era melhor que a outra, e se fez
espírito de desordem.

A ordem era baixaria, tinha alguns políticos
empenhados, tinha mulheres, homens, lésbicas
e viados.

Por pouco a porcaria não comeu as pérolas.

Era a era das novidades velhas e novas em
nome da vaidade.

Matando-se na invisibilidade virando míssel
no rumo da iniqüidade.

Computador dominando e crianças gritando
com “puta” dor de viverem em guerras primitivas
e anormais.

Perdendo-se vidas e valores e virando estatísticas
em horário nobre.

Comem em nome do ouro e matam por causa do
cobre.

Valores atordidos e homens honestos perdidos
em assaltos.

Mulhereres de salto, políticos de terno, mas a miséria
é antiga e o egoísmo já é quase eterno.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

sábado, agosto 22, 2009 - 14:01

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 18 semanas 5 dias
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de jopeman

Re: Não mudou nada

Mto bom...não mudou nada :-)
Gostei bastante
Abraço

imagem de KeilaPatricia

Re: Não mudou nada

gostei... é uma dura realidade...

"Valores atordidos e homens honestos perdidos
em assaltos."

:-)

imagem de marcodias

Re: Não mudou nada

Olá.
Gostei.
Sente-se a revolta poética perante a injustiça d desigualdade social em teus versos...cantaste bem.

Abraço

Marco Dias
P.s. Muito boa a tua caricatura.

imagem de LiceSoares

Re: Não mudou nada

...mas a miséria é antiga e o egoísmo
já é quase eterno.
Parabéns, poeta!
Abraços.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 474 11/03/2018 - 20:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 133 10/19/2018 - 13:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.064 10/15/2018 - 15:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 601 10/15/2018 - 15:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.246 10/15/2018 - 15:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 386 10/15/2018 - 15:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.040 03/15/2018 - 08:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 252 03/15/2018 - 08:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 379 02/27/2018 - 10:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 642 02/27/2018 - 10:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 369 01/22/2018 - 13:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 499 05/29/2016 - 12:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 603 04/22/2016 - 14:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 656 02/21/2016 - 19:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 820 02/21/2016 - 19:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.281 12/24/2015 - 11:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 607 11/07/2015 - 21:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 599 09/23/2015 - 10:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.061 07/21/2015 - 10:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 897 06/13/2015 - 18:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 771 04/29/2015 - 11:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.038 03/27/2015 - 11:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 902 02/15/2015 - 12:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 712 01/15/2015 - 10:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 893 12/23/2014 - 13:55 Português