CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Não seja cega

Saia todas as manhãs
Depois de dar-lhe um beijo carinhoso na face
O compromisso de trabalhar e sustentar a casa
A missão árdua de resolver os conflitos
E amar de forma incondicional
Perfeitamente um sonho de amor eterno nos pensamentos
O desejo intenso de ser feliz para sempre
Até que não há mais como esconder a decepção.

Agora não existe o beijo na face
Apenas o silêncio de uma cadeira vazia no meio da sala
Um caderno com folhas amarelas de poeira
Teias de aranha a enfeitá-lo na mesinha de centro
O tempo de espera é longo quando não há mais nada
E tudo não passa de ilusão perdida.

Não seja cega
Não espere um amor que não existe mais
Feche os seus olhos e esqueça quem um dia te disse
Que o amor era para sempre
A vida é mais do que uma ilusão perdida
E o tempo pode curar todas as feridas
Até mesmo as mais profundas.

Quando se ama de verdade
Tudo pode ser entendido através do olhar
Se o coração não pode esconder
O sentimento que nasce no mais profundo do ser
A única razão de existir
É o amor que tudo pode restaurar.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, janeiro 17, 2022 - 17:18

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Online
Título: Membro
Última vez online: há 41 minutos 59 segundos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 7783

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Em busca de um sonho 3 36 05/27/2022 - 19:08 Português
Poesia/Desilusão Estou aqui se quiser me ver 3 69 05/26/2022 - 20:42 Português
Poesia/Pensamentos Tranquilidade 3 50 05/25/2022 - 18:39 Português
Poesia/Intervenção Contemplem atentamente o caos 3 62 05/24/2022 - 23:11 Português
Poesia/Intervenção Altas horas 3 62 05/23/2022 - 18:16 Português
Poesia/Intervenção Sangue nos olhos 3 111 05/23/2022 - 13:35 Português
Poesia/Intervenção Sustentabilidade 3 38 05/20/2022 - 22:22 Português
Poesia/Amor Se te amo tanto assim 3 93 05/20/2022 - 18:32 Português
Poesia/Desilusão A maior de todas as mentiras 3 56 05/19/2022 - 18:55 Português
Poesia/Pensamentos De mãos dadas com a Morte 3 121 05/18/2022 - 18:53 Português
Poesia/Pensamentos Do pensamento 3 108 05/17/2022 - 18:36 Português
Poesia/Desilusão O teu olhar 3 69 05/16/2022 - 23:29 Português
Poesia/Intervenção Destruam essa arte 3 59 05/16/2022 - 18:38 Português
Poesia/Desilusão Silenciosa sombra de solidão 3 56 05/16/2022 - 12:38 Português
Poesia/Amor Saber entender, crescer e viver 3 87 05/13/2022 - 19:25 Português
Poesia/Meditação Cantem as canções que não escrevi 3 66 05/12/2022 - 22:56 Português
Poesia/Tristeza Alma em suplício 3 54 05/11/2022 - 23:12 Português
Poesia/Meditação Feliz com sua presença 3 81 05/11/2022 - 18:42 Português
Poesia/Desilusão Insensatez 3 72 05/10/2022 - 18:37 Português
Poesia/Pensamentos Eu navegarei 3 64 05/09/2022 - 23:13 Português
Poesia/Pensamentos Fantasmas de um tempo passado 3 136 05/09/2022 - 13:28 Português
Poesia/Dedicado Mãe, o maior amor que pode existir 3 85 05/08/2022 - 20:33 Português
Poesia/Dedicado Mãe - Eu canto a ti o amor! 3 76 05/06/2022 - 23:57 Português
Poesia/Meditação Dias melhores virão 3 158 05/06/2022 - 19:01 Português
Poesia/Meditação A impossibilidade física da morte na mente de alguém que está vivo 3 82 05/05/2022 - 19:11 Português