CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

NA VARANDA DE MEUS VERSOS...

Na varanda de meus versos,
balançam redes de aço,
às vezes, apanho travesseiros de Pedra.

                                                                Vou aos túmulos dos faraós
                                                                Caço lagartos num pântano
                                                                 Enfrento leopardos famintos.

Na varanda de meus versos,
espalho esteiras fedorentas
tomo banhos no Niágara
viajo em jumentos de minha terra.

                                                                   Encontro-me com Marx
                                                                   Desafio a morte
                                                                   Planto rosas nas linhas de minhas mãos.

Na varanda de meus versos,
bebo cicutas com Lamarca
sinto toques dos ventos Libertários
choro com os suspiros dos desesperançados.

                                                                   Cato papoulas como um pescador solitário
                                                                   Entoo cantigas nas madrugadas
                                                                   Abraço tamareiras nas alvoradas.

Na varanda de meus versos,
não há leques suavizando os males
escrevo como coices de um corcel
repouso entre odores da miséria.

                                                                  Despacho rimas mumificadas
                                                                  Não quero anjinhos no colo
                                                                  Só interessam os mortos.

Na varanda de meus versos,
o tempo é agora
o cânone são meus pensamentos
as águas brotam da Vida.
Na varanda de meus versos.
 

Submited by

domingo, março 6, 2011 - 14:26

Poesia :

No votes yet

arycarlos

imagem de arycarlos
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 anos 45 semanas
Membro desde: 03/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 47

Comentários

imagem de Dionísio Dinis

Debruçados sobre aquilo que o

Debruçados sobre aquilo que o poeta nos oferta do seu lugar de escrita e obsevação do mundo, ganhamos diferentes ângulos de apreciação da vida.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of arycarlos

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação VOLTE, SINO, VOLTE! 1 1.099 08/07/2017 - 11:48 Português
Musica/Outro SÚPLICA 0 4.680 07/17/2017 - 00:51 Português
Fotos/História Eu e minha Esposa - Luísa Cardoso (25 anos de casamento - três Filhas. Um cantinho de nossa Biblioteca, com cerca de oito mil volumes. 0 1.781 07/17/2017 - 00:41 Português
Poesia/Meditação À MARGEM... 0 779 07/17/2017 - 00:18 Português
Críticas/Outros DAPOESIA... 2 1.714 03/17/2011 - 20:29 Português
Poesia/Pensamentos NA VARANDA DE MEUS VERSOS... 1 1.035 03/07/2011 - 21:39 Português
Prosas/Outros DO CONFORMISMO INTELECTUAL... 0 1.011 03/06/2011 - 14:36 Português
Fotos/ - Luísa e eu. Dezessete anos de casamento. 0 1.274 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Eu, Ary Carlos, na época do mestrado em Literatura, UnB 0 1.479 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Ary Carlos em foto recente. 0 1.807 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Eu e mestre Flávio Kothe, na UnB, em Brasília. 0 3.377 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Minha mãe, Carmozina Moura Cardoso. 0 1.488 11/24/2010 - 00:38 Português
Poesia/Meditação LAMENTAÇÕES... 1 818 05/18/2009 - 13:14 Português