CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DO CONFORMISMO INTELECTUAL...

Os intelectuais têm a função de unificar os conceitos para criação de uma nova cultura, que não se reduz apenas a formação de uma vontade coletiva, capaz de adquirir o poder do Estado, mas também a difusão de uma nova concepção de mundo e de comportamento.

                                                                                                                                  Cezar Luiz de Mari

 

Quando num país boa parte de seus intelectuais se rende à pasmaceira geral, sem dúvida, entramos no mais reles tipo de cinismo: o cinismo justificado. Nele, predomina o que chamo de heresia às avessas cuja essência consiste em rebeldia-obediente.

Se, como diz, acertadamente, Mangabeira Unger, o mundo sofre, hoje, sob a ditadura da falta de alternativas, o grande passo para o início de sua destruição é irmos, a fundo, na produção de Idéias conectadas com “inéditos viáveis”.

O diabo é que, dentro e fora da universidade, indivíduos optam por fechamentos intelectuais tão baratos que acabam se transformando em charlatães, pedantes e sacerdotes do estabelecido. Envenenam a idéia de Crítica, aplicando a este fenômeno qualquer arenga verbosa, desde que sirva para racionalizar o conformismo. Diante de jovens ingênuos, destilam suas tolices e ensinam como mentir.

Não são poucos os intelectuais perdidos, não sabem a que vieram, sobretudo, ignoram qual nosso verdadeiro papel. Como enfrentar forças encalacradas nas engrenagens do sistema requer coragem, desprendimento e solidão, tomam os discursos e as práticas dominantes tratando, cinicamente, de adocicar as coisas contra as quais se recusam combater.

Onde surgir qualquer foco de imaginação transformadora, o conformismo intelectual estará presente. Economia de mercado, competência, lógica meritocrática, tecnologia, redistribuição compensatória (cesta básica), Prouni, Reuni etc, são reificações elevadas à categoria de sagradas, divinas. É o fetichismo da ordem.

Enquanto o intelectual digno deste nome faz falar o silêncio, ousa dizer o que não se diz, busca o escondido, o velado, aquilo que está bem oculto, trabalha sempre a partir das radicalidades, visa à transformação das realidades, pensa e age entrelaçadamente, é questionador contumaz e mergulha no dia-a-dia. No conformismo intelectual, temos um arremedo dele, temos fariseus hipócritas, puxa-sacos de todo gênero, temos a vigarice banalizada. Honestidade e conformismo intelectual, amigo, se excluem.

Não podemos esperar, de forma alguma, cidadãos dotados, digamos, de compreensões homogênicas dos inúmeros segmentos sociais se os mesmos estiverem sendo auxiliados por intelectuais imersos no conformismo. Como afirma Humberto Ecco, “o intelectual tem de ser a consciência crítica do grupo. Ele existe para incomodar”.

Rebeldia-obediente é falsa crítica, é jogo malandro para que tudo fique como está, quando muito, acontecendo movimentos cosméticos, pois, no fundo, está se levando vantagem em certo setor. Como é deplorável nos depararmos com pomposos cortejos vigaristas guiando cegos aos interesses pessoais, de grupelhos e de politicalharia! Nesse ambiente das aparências o que prevalece senão a caricatura, o patrulhamento, o mal, a safadeza e a mentira?

Estou, enfim, com Helenice Rodrigues da Silva: Num país onde reina desigualdades e injustiças e onde o poder, seja ele qual for, tende a corromper a liberdade de pensar e de agir, a função do intelectual não deveria ser, antes de mais nada, crítica e ética?

 

Ary Carlos Moura Cardoso
Mestre em Literatura pela UnB
Pós-Graduado em Filosofia pela UGF
Pós-Graduado em Educação pela UnB
Professor da UFT
 

Submited by

domingo, março 6, 2011 - 14:36

Prosas :

No votes yet

arycarlos

imagem de arycarlos
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 anos 45 semanas
Membro desde: 03/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 47

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of arycarlos

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação VOLTE, SINO, VOLTE! 1 1.099 08/07/2017 - 11:48 Português
Musica/Outro SÚPLICA 0 4.680 07/17/2017 - 00:51 Português
Fotos/História Eu e minha Esposa - Luísa Cardoso (25 anos de casamento - três Filhas. Um cantinho de nossa Biblioteca, com cerca de oito mil volumes. 0 1.780 07/17/2017 - 00:41 Português
Poesia/Meditação À MARGEM... 0 778 07/17/2017 - 00:18 Português
Críticas/Outros DAPOESIA... 2 1.713 03/17/2011 - 20:29 Português
Poesia/Pensamentos NA VARANDA DE MEUS VERSOS... 1 1.035 03/07/2011 - 21:39 Português
Prosas/Outros DO CONFORMISMO INTELECTUAL... 0 1.010 03/06/2011 - 14:36 Português
Fotos/ - Luísa e eu. Dezessete anos de casamento. 0 1.273 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Eu, Ary Carlos, na época do mestrado em Literatura, UnB 0 1.479 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Ary Carlos em foto recente. 0 1.806 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Eu e mestre Flávio Kothe, na UnB, em Brasília. 0 3.376 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/ - Minha mãe, Carmozina Moura Cardoso. 0 1.487 11/24/2010 - 00:38 Português
Poesia/Meditação LAMENTAÇÕES... 1 816 05/18/2009 - 13:14 Português