CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Nas fornalhas do pecado

Irascível e fulminante
Como se soltasse fogo pelas ventas
Dragões da impunidade
Nos escombros das antigas ruínas
Que permanecem intocadas pelo tempo.

Esconde a sua indignação
Não lamentas os infortúnios
E prefere permanecer no silêncio
Depois de tantas falsas promessas
Isso é o melhor que pode fazer.

Começa sempre por dentro
É onde permanece a alma inquieta
Onde o vento leva as cinzas
Nas fornalhas do pecado
Que atormenta os apaixonados.

Como uma pequena chama
Lentamente vai crescendo
Tronando-se um fogo voraz
Que permeia todos os pensamentos
E deixa a alma ainda mais inquieta.

A paixão que desperta o olhar
No coração de quem nunca sentiu
É como o fogo a devastar a campina seca
Tem início com uma pequena fagulha
Até destruir uma grande floresta.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, janeiro 3, 2023 - 12:20

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 horas 36 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15848

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão O vento levou 6 102 06/14/2024 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Dez pragas terríveis 6 142 06/13/2024 - 23:07 Português
Poesia/Amor Teu amor é jardim em flor 6 147 06/12/2024 - 22:31 Português
Poesia/Poetrix Saudades 6 265 06/12/2024 - 04:07 Português
Poesia/Desilusão Recordo-me da morena 6 329 06/11/2024 - 03:10 Português
Poesia/Desilusão Ruminando os pedaços 6 215 06/09/2024 - 13:07 Português
Poesia/Meditação Confusão mental 6 426 06/07/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor E a saudade se foi 6 329 06/06/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Um mistério em cada esquina 6 512 06/05/2024 - 22:18 Português
Poesia/Amor Você é a razão 6 184 06/04/2024 - 20:23 Português
Poesia/Amor No olhar dela 6 312 06/04/2024 - 12:04 Português
Poesia/Amor Se o amor não faz parte 6 209 06/04/2024 - 02:43 Português
Poesia/Pensamentos Caminhos desconhecidos 6 847 06/03/2024 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado Ser poeta é... 6 238 06/02/2024 - 13:53 Português
Poesia/Amor Mil segredos temos nós 6 247 06/01/2024 - 13:42 Português
Poesia/Pensamentos Ecos distantes em nossa cabeça 6 812 05/31/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor Só não sei como te dizer 6 257 05/30/2024 - 20:17 Português
Poesia/Meditação Ignorância 6 317 05/29/2024 - 22:05 Português
Poesia/Amor Nunca tenho as palavras certas 6 513 05/28/2024 - 13:40 Português
Poesia/Desilusão Vejo que está feliz 6 227 05/27/2024 - 20:43 Português
Poesia/Pensamentos Porcos no poder 6 853 05/25/2024 - 13:45 Português
Poesia/Pensamentos Circo de horrores 6 1.025 05/24/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Trombetas que ecoam no vazio 6 543 05/23/2024 - 20:47 Português
Poesia/Pensamentos Isso é totalmente estupidez 6 365 05/23/2024 - 01:31 Português
Poesia/Pensamentos Soltos pelas ruas 6 611 05/21/2024 - 21:04 Português