CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O “pré conceito” mata

O “pré conceito” mata

Mista sensação de prazer.

Artista sem ação de ser.

Artista somos todos sem ser tolos.

A pista é seca e tem lodo.

Não entendem as crostas
submissas.

A missa prende os de fé proposital.

O mau de Hitler foi o mais puro
preconceito .

O não me aceita assim misturado.

É que o caro sangue esquentado
vem da dona dita dura.

Dura e jura junto com a morte e a
sorte que é pra poucos.

E certos mesmo são os loucos,
sem ambição e cobiça.

A pista émesmo pra raros, é a sensação
que atiça os roucos.

Os roucos de tanto gritararem por
dias melhores.

Os piores comandam e mandam em
você.

Fedem enxofre, brincam de esconder.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

terça-feira, setembro 29, 2009 - 21:35

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 35 semanas 3 dias
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de reginakreft

Re: O “pré conceito” mata

Olá Wilson,

O preconceito acontece contra todos, velhos, pobres, raças, é preciso sempre gritar mesmo que voz desapareça, sou alguém que levanta uma bandeira contra o preconceito. Quêm têm preconceito é pobre de espírito e rico de maldade. Ótimo teu texto, abordaste com grande propriedade um mal que atinge a muitas pessoas.

Parabéns!

Regina (Fhatima)

imagem de LiceSoares

Re: O “pré conceito” mata

Bravo, Poeta!
Parabéns!

imagem de FlaviaAssaife

Re: O “pré conceito” mata

onovopoeta,

Gostei muito de teu poema. Reflete de forma objetiva e clara ações e reações de um mundo cruel, injusto, manipulável e intempestivo.

Parabéns! :-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 632 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 273 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.215 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 695 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.323 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 463 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.114 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 359 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 463 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 711 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 469 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 653 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 654 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 714 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 886 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.393 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 654 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 654 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.126 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.004 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 840 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.112 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 952 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 788 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 938 12/23/2014 - 14:55 Português