CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O amor vem do nada

Os lábios são a porta principal da alma, 
Guardiões silenciosos do que em nós se exalta. 
Eles sussurram segredos, cantam histórias, 
E traduzem em beijos, amores e memórias. 
 
Os olhos, ah, são a janela que revela, 
Os mistérios mais profundos, a chama que centelha. 
Eles contam o indizível, sem pronunciar palavra, 
Falam de paixão e luta, de uma dor que se agrava. 
 
Sobre todas as camas do meu pensamento, 
Sonhos se desenrolam, sem resguardo ou lamento. 
Viajo sem sair do chão, ao sabor do vento, 
Descobrindo universos, na vastidão do momento. 
 
Em todos os lugares do mundo que piso, 
Busco traços de nós, em cada sorriso. 
Pelo Norte, Sul, a Oeste e ao Leste, 
O amor é a bússola, o norte que me assiste. 
 
E embora pareça que surge do vazio, a espreitar, 
O amor vem do nada, através do olhar. 
Um olhar que convida, que entrelaça e inspira, 
Acendendo no peito, a mais pura das piras. 

 
Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, agosto 24, 2023 - 15:32

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 horas 23 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15276

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão A parte fraca do coração 6 111 04/17/2024 - 00:43 Português
Poesia/Desilusão O lamento do sofrer 6 113 04/16/2024 - 11:40 Português
Poesia/Meditação O fim do mundo bate à porta 6 129 04/15/2024 - 23:38 Português
Poesia/Meditação Eu posso dizer não! 6 134 04/15/2024 - 11:29 Português
Poesia/Meditação A angústia de Caim 7 220 04/15/2024 - 00:52 Português
Poesia/Amor Não era brincadeira 6 142 04/13/2024 - 14:09 Português
Poesia/Amor Fascinante 6 499 04/10/2024 - 20:11 Português
Poesia/Amor Em cada pétala de rosa 7 356 04/10/2024 - 02:31 Português
Poesia/Meditação A Mulher Samaritana 6 815 04/08/2024 - 23:06 Português
Poesia/Intervenção Contra o racismo 6 268 04/07/2024 - 14:06 Português
Poesia/Desilusão Do amor não correspondido 6 511 04/06/2024 - 14:18 Português
Poesia/Intervenção Contra o bullying 6 453 04/05/2024 - 22:58 Português
Poesia/Amor Impossível ignorar 6 555 04/05/2024 - 02:43 Português
Poesia/Desilusão Não posso te esquecer 6 782 04/04/2024 - 02:54 Português
Poesia/Desilusão Seu prisioneiro 6 422 04/02/2024 - 11:51 Português
Poesia/Amor Um poema sem palavras 6 493 04/01/2024 - 19:33 Português
Poesia/Desilusão Quando não se pode evitar 6 441 03/30/2024 - 13:27 Português
Poesia/Pensamentos Observação 6 887 03/27/2024 - 22:12 Português
Poesia/Desilusão Agora o coração reclama 6 414 03/26/2024 - 20:13 Português
Poesia/Intervenção A insensatez da guerra 6 442 03/25/2024 - 19:49 Português
Poesia/Intervenção Senso crítico nebuloso 6 503 03/24/2024 - 13:39 Português
Poesia/Desilusão Entre as sombras da noite 6 753 03/23/2024 - 14:32 Português
Poesia/Intervenção O espelho da realidade 6 467 03/22/2024 - 13:17 Português
Poesia/Dedicado À beleza do verso 6 1.043 03/21/2024 - 20:00 Português
Poesia/Amor Permita-me 6 161 03/21/2024 - 11:51 Português