CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O cume da montanha

A viagem, de há muito,
no vale iniciei.

Não hesitarei
em apoiar-me em cada pedra,

Alcançarei a tantos,
que o caminho em suas mãos tomaram

Não temerei
as quedas e, em frente seguirei

Mas, ao final da longa jornada,
como estarei?

A subida,
preparando-se para iniciar
a caminhada

... olhando a montanha
em sua imponência,
ante a sombra do entardecer
e a trama verda de seus penhascos

A chegada,
após tantas tentativas,
eis que finalmente,
ao cume cheguei.

E poderei olhar o vale,
o riacho sereno,
gente parecendo formiga,
na visão majestosa da montanha.

A descida,
há que descer,
seguir a vida, com sabedoria
até cumprir as etapas finais
da existência, todavia sei

... que deixarei pegadas,
marcas das passagens
inglórias ou vitoriosas
aprendizados desta viagem

A partida,
tenho clareza que chegará
o dia de encerrar a passagem
sem miragem, descortinando nova paisagem

... então, de lá alçarei o vôo
na expectativa de chegar a novo vale
viver novas experiências e, se merecer
a luz alcançar, no despertar da consciência espiritual...
 

AjAraújo, o poeta humanista, escreve sobre as fases da vida, em fevereiro de 2010.

Submited by

segunda-feira, março 28, 2011 - 01:04

Poesia :

No votes yet

AjAraujo

imagem de AjAraujo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 8 semanas
Membro desde: 10/29/2009
Conteúdos:
Pontos: 15584

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of AjAraujo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção A uma mendiga ruiva (Charles Baudelaire) 0 3.777 07/03/2014 - 02:55 Português
Poesia/Intervenção Coração avariado 1 1.560 06/25/2014 - 03:09 Português
Poesia/Fantasia Flores bonecas 2 1.544 06/24/2014 - 20:14 Português
Poesia/Intervenção Caminho de San Tiago 0 2.207 06/24/2014 - 00:31 Português
Poesia/Soneto Há em toda a beleza uma amargura (Walter Benjamin) 1 1.778 06/20/2014 - 21:04 Português
Poesia/Soneto Vibra o passado em tudo o que palpita (Walter Benjamin) 1 1.571 06/19/2014 - 23:27 Português
Poesia/Meditação Sonhe (Clarice Lispector) 1 1.690 06/19/2014 - 23:00 Português
Poesia/Intervenção Dá-me a tua mão (Clarice Lispector) 0 1.659 06/19/2014 - 22:44 Português
Poesia/Intervenção Precisão (Clarice Lispector) 0 1.252 06/19/2014 - 22:35 Português
Poesia/Meditação Pão dormido, choro contido 1 1.438 06/13/2014 - 04:02 Português
Poesia/Fantasia A dívida 1 1.579 06/12/2014 - 04:52 Português
Poesia/Intervenção Eco das Ruas 1 1.050 06/12/2014 - 04:38 Português
Poesia/Aforismo Maneiras de lutar (Rubén Vela) 2 1.484 06/11/2014 - 11:22 Português
Poesia/Aforismo O médico cubano, o charuto e o arroto tupiniquim (cordel) 2 1.901 06/11/2014 - 11:19 Português
Poesia/Intervenção Espera... (Florbela Espanca) 0 1.272 03/06/2014 - 11:42 Português
Poesia/Intervenção Interrogação (Florbela Espanca) 0 1.171 03/06/2014 - 11:36 Português
Poesia/Intervenção Alma a sangrar (Florbela Espanca) 0 990 03/06/2014 - 11:32 Português
Poesia/Soneto Vê minha vida à luz da proteção (Walter Benjamin) 0 1.232 03/03/2014 - 13:16 Português
Poesia/Dedicado Arte poética (Juan Gelman) 0 1.515 01/17/2014 - 23:32 Português
Poesia/Dedicado A palavra em armas (Rubén Vela) 0 910 01/17/2014 - 23:01 Português
Poesia/Fantasia A ÁRVORE DE NATAL NA CASA DE CRISTO (FIODOR DOSTOIÉVSKI) 0 749 12/20/2013 - 12:00 Português
Poesia/Dedicado Aqueles olhos sábios 0 1.056 10/27/2013 - 21:47 Português
Poesia/Pensamentos Asteróides 0 942 10/27/2013 - 21:46 Português
Poesia/Pensamentos O que se re-funda não se finda 0 1.159 10/27/2013 - 21:44 Português
Poesia/Intervenção Para mim mesmo ergui…(Aleksander Pushkin) 0 1.407 10/16/2013 - 00:14 Português