CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O epílogo dos 47

É aquela sensação única
De ter cumprido mais uma etapa na vida
Mais um degrau que alcancei com o êxito de um jovem
Mesmo sabedor que é mais um dia que termina
Um dia a menos para viver neste planeta
Por isso a sensação de partilhar os sentimentos.
A vida é uma maravilha
É uma sensação tão maravilhosa poder desfrutar
Poder vivenciar a plenitude da alegria
Do desconhecido a nos esperar
Do outro lado da margem.
Eu apenas deixo-me viver cada minuto
Observo cada rosto a minha volta
Cada sorriso tem uma história
Cada olhar me revela algo
E o tempo vai passando lentamente
Me dizendo que o fio da vida está mais curto.
Alegro-me em estar aqui
Em poder registrar estas singelas palavras
Saber que muito tempo tive na vida
E não saber o quanto ainda me resta pela frente
Me faz pedir sabedoria ao Criador
Para saber contar os meus dias.
Este é o epílogo dos meus 47 anos
O último dia de uma trajetória proveitosa
Cheia de lembranças e envolta em novas esperanças.
Estou aqui para partilhar as minhas alegrias
As minhas conquistas
E lembrar-me de que o tempo não para
Que um dia não mais estarei entre os vivos
Mas minhas memórias estarão.
Amanhã é um novo dia e uma nova aurora
Que nascerá (ou não) para mim!

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, novembro 12, 2021 - 18:10

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 1 hora
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6522

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Esquecer não vai mudar nada 0 38 12/03/2021 - 18:17 Português
Poesia/Paixão Na doçura do teu sorriso 0 51 12/02/2021 - 15:12 Português
Poesia/Intervenção O vale dos esquecidos 0 37 12/01/2021 - 18:51 Português
Poesia/Meditação Que eu saiba 0 40 12/01/2021 - 18:50 Português
Poesia/Pensamentos Sozinho 0 82 11/30/2021 - 18:01 Português
Poesia/Pensamentos Invisibilidade 0 67 11/30/2021 - 17:58 Português
Poesia/Meditação O cavaleiro, a morte e o demônio 0 71 11/27/2021 - 11:26 Português
Poesia/Desilusão Horas silenciosas 0 72 11/26/2021 - 18:42 Português
Poesia/Intervenção Não se pode matar as palavras 0 104 11/24/2021 - 18:18 Português
Poesia/Intervenção Você ainda acredita no amor? 0 275 11/23/2021 - 19:21 Português
Poesia/Desilusão Depois dos corações, as pedras 0 124 11/22/2021 - 19:13 Português
Poesia/Paixão Faz de conta... 0 84 11/22/2021 - 19:11 Português
Poesia/Intervenção Ser negro 0 130 11/20/2021 - 11:13 Português
Poesia/Desilusão Feche a porta ao sair 0 86 11/19/2021 - 21:02 Português
Poesia/Desilusão Não sei andar sozinho 0 229 11/17/2021 - 23:04 Português
Poesia/Meditação Anjos 0 63 11/17/2021 - 22:23 Português
Poesia/Pensamentos Prefiro não escrever 0 76 11/15/2021 - 15:15 Português
Poesia/Meditação Serafins 0 72 11/15/2021 - 15:13 Português
Poesia/Meditação Querubim 0 53 11/15/2021 - 15:11 Português
Poesia/Alegria 48 0 69 11/13/2021 - 11:24 Português
Poesia/Alegria O epílogo dos 47 0 90 11/12/2021 - 18:10 Português
Poesia/Amor A última lua escondida nas montanhas 0 204 11/11/2021 - 20:17 Português
Poesia/Desilusão Quarto vazio 0 77 11/10/2021 - 18:55 Português
Poesia/Intervenção Preconceito social 0 110 11/09/2021 - 22:27 Português
Poesia/Desilusão Não espero que volte 0 73 11/08/2021 - 21:13 Português