CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O Marujo

Zarpa das docas o navio... A bordo, entra a raia
Do horizonte o marujo numa missão ingrata!
Deixara em terra sua pretendente intacta
Meio ansioso por tornar àquela praia.

A noiva não, mas, temendo que o mar o traia
Passa a vida no convés da sua fragata,
Morreu, imaginando,essa tímida beata
Sem as suas longas anáguas de cambraia.

Então, da terra para o céu, segue em desterro,
Contracenando com esse Anjo pelo enterro
Drama em que mortalha é o mais justo figurino;

Foi poeta porque nasceu na desventura;
Foi grande herói porque morreu numa aventura;
Artífice porque deu forma ao seu destino.
 

Submited by

quinta-feira, abril 21, 2011 - 17:35

Poesia :

No votes yet

Charles Antônio Marques Pereira

imagem de Charles Antônio Marques Pereira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 7 semanas
Membro desde: 04/14/2011
Conteúdos:
Pontos: 373

Comentários

imagem de Susan

Um soneto muito bem

Um soneto muito bem conseguido 

que me remete as lembranças e o perfume 

da maresia ...

Muito bom te ler !!!!

Beijos

Susan

imagem de Charles Antônio Marques Pereira

Obrigado!

Muito obrigado por seus comentários. Saiba que eles sempre serão bem vindos por aqui.

Tchau!

imagem de MarneDulinski

O Marujo

 

Lindo soneto, gostei muito!

Meus parabéns,

MarneDulinski

imagem de Charles Antônio Marques Pereira

Obrigado.

Mais uma vez muito obrigado, e sempre que puder estarei apreciando também seus poemas no WAF.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Charles Antônio Marques Pereira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Sagrada Escritura 2 925 05/20/2013 - 22:17 Português
Poesia/Soneto Meu Deus! 2 549 05/20/2013 - 21:56 Português
Poesia/Soneto Emoções 4 906 04/16/2012 - 18:58 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (III) 2 1.000 04/07/2012 - 18:26 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (IV) 1 867 04/01/2012 - 15:58 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (II) 2 970 03/28/2012 - 22:52 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (I) 4 1.191 03/24/2012 - 18:22 Português
Poesia/Soneto Relato de um Suicídio 2 825 03/21/2012 - 00:15 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (V) 0 983 08/25/2011 - 19:45 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (VII) 0 1.108 08/17/2011 - 22:47 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (IX) 0 815 08/12/2011 - 01:22 Português
Poesia/Soneto Eu quero amar, amar perdidamente! (VIII) 0 931 08/12/2011 - 01:17 Português
Poesia/Soneto Ouvir Estrelas 2 1.130 07/24/2011 - 22:13 Português
Poesia/Soneto Tudo é Inútil! 0 1.088 07/23/2011 - 18:49 Português
Poesia/Soneto Com a Útima Mulher da Nossa Vida 0 810 07/22/2011 - 20:18 Português
Poesia/Soneto "Amantes, Amentes" 0 955 06/21/2011 - 19:21 Português
Poesia/Soneto Leito de Morte 0 799 06/21/2011 - 19:12 Português
Poesia/Soneto Filosofia de Morte 3 1.152 06/09/2011 - 19:03 Português
Poesia/Soneto Depressão 0 752 06/06/2011 - 01:12 Português
Poesia/Soneto Nordeste 0 777 06/06/2011 - 01:05 Português
Poesia/Soneto A Beatinha do Meu Bairro 0 762 06/06/2011 - 00:59 Português
Poesia/Soneto Miragem 0 768 06/06/2011 - 00:53 Português
Poesia/Soneto Epopéia 0 764 06/06/2011 - 00:48 Português
Poesia/Geral Nação Madrasta 2 778 05/02/2011 - 21:04 Português
Poesia/Haikai Lágrimas 0 766 04/24/2011 - 18:55 Português