CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A primeira vez que me mataram

Houve uma revolução por minutos
Mataram os lobos da estrada
Ou será que foram os lobos que mataram
Os viajantes no caminho?
Bem, não sei ao certo
Tudo é muito confuso na minha mente.
A primeira vez que me mataram
Eu parecia perdido
Sem saber para onde ir
Deitei-me solitário na beira do caminho
Não ouvi os passos
Nem mesmo os gritos e risadas dos malfeitores
Que espancaram os meus sonhos
De forma brutal e covarde.
O sangue jorrava
Tudo agora está vermelho
As flores, o sangue, as lágrimas…
São lobos cerebrais
Que nem consegui ver como eram.
Não consigo enxergar
Não ouço o barulho das ruas
Nem sinto o vento das campinas.
Tudo é escuro
Mas, por incrível que pareça
Não sinto medo.
Parece que estou voando
E percorro um caminho onde não sinto os meus pés.
Há uma paz celestial na minha alma
E, aos poucos, começo a ver a pequena luz.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, junho 19, 2020 - 17:53

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 23 horas 53 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 4537

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Paixão Seus olhos se encontraram na luz suave 0 7 09/17/2020 - 21:34 Português
Poesia/Desilusão Coração rasgado 0 9 09/16/2020 - 18:47 Português
Poesia/Desilusão E eu não estarei mais no mesmo lugar 0 14 09/11/2020 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza Perseguindo as sombras 0 29 09/10/2020 - 19:07 Português
Poesia/Pensamentos As artimanhas da noite 0 44 09/08/2020 - 18:44 Português
Poesia/Paixão Não quero beber do teu desejo 0 55 09/07/2020 - 14:50 Português
Poesia/Paixão O amor que transpira no meu ser 0 32 09/02/2020 - 19:26 Português
Poesia/Dedicado Corinthians, Tu és o Maior 0 31 09/01/2020 - 21:27 Português
Poesia/Amor Na tarde silenciosa de verão 0 32 08/31/2020 - 20:20 Português
Poesia/Meditação Tempestade no céu 0 46 08/28/2020 - 14:42 Português
Poesia/Desilusão Aprende a não ter saudade 0 41 08/27/2020 - 16:18 Português
Poesia/Dedicado Nietzsche 0 38 08/26/2020 - 18:43 Português
Poesia/Amor Dor e saudade 0 44 08/25/2020 - 15:13 Português
Poesia/Paixão Pensar que custei tanto a te sentir 0 34 08/24/2020 - 19:31 Português
Poesia/Meditação O que penso eu do mundo 0 47 08/21/2020 - 19:51 Português
Poesia/Desilusão Inquisição 0 48 08/20/2020 - 19:13 Português
Poesia/Amor Ainda bem 0 33 08/19/2020 - 14:42 Português
Poesia/Tristeza As rosas não falam 0 55 08/18/2020 - 14:43 Português
Poesia/Amor Pensamentos em você 0 57 08/17/2020 - 20:11 Português
Poesia/Amor Nos meus sonhos estou a te amar 0 36 08/13/2020 - 18:33 Português
Poesia/Amor Amor é estar ao seu lado 0 43 08/07/2020 - 18:34 Português
Poesia/Desilusão Os devaneios de um caminhante solitário 0 55 08/06/2020 - 19:22 Português
Poesia/Amor Junto ao meu coração 0 51 08/04/2020 - 14:34 Português
Poesia/Intervenção O Brasil merece a verdade 0 68 07/29/2020 - 19:24 Português
Poesia/Desilusão O rumo que aponta a rosa dos ventos 0 91 07/28/2020 - 12:56 Português