CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Revisão de princípios – A esmo nada além de si mesmo

Pois é preciso princípios rever,
De mim mesmo me insinuar o inimigo:
Um dia poderei vir a em paz morrer
Se eu se quer posso conviver comigo

Por ela não me desejar consigo?!
Pois pode sofrer, pode fenecer,
Pode não ser nada: a partir de amigo
E nada além disto, um amigo, ser.

Se a princípio uma paciência de Jó
Tive um término tem todo princípio:
Ter princípio mereceria algo tão ímpio?!

Sendo assim a si almeje e seja pó!
Sonho ser?! só se engendrado uma vez
E abortado, inda assim, pelo ser talvez!
24 de fevereiro de 2013 – 22h 26min
João Pessoa  -  Paraíba  -  Brasil

Adolfo J. de Lima

Submited by

terça-feira, fevereiro 26, 2013 - 22:20

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Adolfo

imagem de Adolfo
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 6 dias
Membro desde: 05/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 3573

Comentários

imagem de Jorge Humberto

Parabéns Adolfo

Parabéns Adolfo por mais este teu soneto... poeta que não busca palavra de cristal, se se partir, verás que ainda te afirmarás mais tu: INTEIRO.

Abraços e grato pelas visitas
Jorge Humberto

imagem de Adolfo

E muito obrigado: que somos

E muito obrigado: que somos nós se não a união doutros diminutos pedaços? A nossa luz fazemdos cada um... o que me faz lembrar de algo que escrevi um tempo atrás:

http://worldartfriends.com/pt/club/poesia/jorge-humberto
Já havias lido? =D

Até mais! ((:

imagem de Cristy_f

Oi, Adolfo!

O título deste poema me chamou a atenção e confesso que fiquei confusa com a leitura.Ele expele tanta agonia e questionamentos e inquietudes que atingiu minha tranquilidade.

Gostei.

imagem de Adolfo

E muito obrigado pela leitura! =D

Confusa de que forma, exatamente? Sentiria um enorme prazer em te (d)escrever tudo o que eu não pude devido as amarras dos 14 versos. E se te marcou, por enquanto eu me dou por satisfeito: a poesia cumpriu o seu papel, ainda que eu aparentemente tenha alcançado o meu êxito como poeta a ponto de quase beirar o fracasso como tal...

E muito obrigado pela leitura: espero que volta aqui, a fim de discutirmos algo mais sobre este soneto.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Adolfo

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto "Deus está morto!" 4 1.735 03/06/2020 - 22:34 Português
Poesia/Soneto Quatro de Copas 0 84 03/06/2020 - 22:33 Português
Poesia/Soneto Cântico do cântaro 0 103 03/04/2020 - 07:18 Português
Poesia/Soneto Autumnus 0 99 01/17/2020 - 01:59 Português
Poesia/Soneto Stigma 0 96 01/15/2020 - 08:15 Português
Poesia/Desilusão Versos natimortos 2 189 01/15/2020 - 08:05 Português
Poesia/Tristeza Cicatriz 3 1.205 03/21/2018 - 23:49 Português
Poesia/Fantasia Meu pequeno mito da criação 5 903 03/18/2018 - 20:29 Português
Poesia/Desilusão 18 - Uísque 2 1.821 03/18/2018 - 20:28 Português
Poesia/Desilusão Uma nau sem rumo 2 1.166 03/18/2018 - 20:25 Português
Poesia/Soneto Ocaso 2 975 03/18/2018 - 20:24 Português
Poesia/Soneto Pontius Pilatus 1 1.763 02/28/2018 - 17:24 Português
Poesia/Soneto Boemia 1 1.056 02/27/2018 - 19:05 Português
Poesia/Paixão Konijntje 2 801 04/20/2017 - 17:11 Português
Poesia/Erótico Austeridade 2 1.204 04/14/2017 - 15:48 Português
Poesia/Soneto Última lua juntos 1 1.037 01/20/2017 - 10:50 Português
Poesia/Amor Leviatã 0 992 02/23/2016 - 00:36 Português
Poesia/Paixão A sós em Cabo Branco 2 1.446 08/27/2014 - 22:21 Português
Poesia/Haikai Hai-kai da lua 1 3.572 06/14/2014 - 00:07 Português
Poesia/Poetrix Do quarto-minguante 2 1.064 06/13/2014 - 23:35 Português
Poesia/Intervenção Choque! 0 1.327 06/21/2013 - 20:30 Português
Poesia/Soneto Eu quero ver a grande confusão! 0 1.337 06/19/2013 - 22:31 Português
Poesia/Soneto Revisão De Princípios - Fim Dos Princípios 0 1.704 04/12/2013 - 01:31 Português
Poesia/Meditação Aranhas 0 2.035 04/05/2013 - 01:49 Português
Poesia/Soneto Cochilo do ímpeto 1 1.557 04/04/2013 - 10:43 Português