CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sem título(130)

Nos dias em que a luz me afunda o sonho

Nos dias em que a lua prevalece para além do sol do meio dia

Encho-me de vontades desusadas

Faço-me alado na minha derrocada eminente

E sem pecado e sem glória

Acolho-me na sombra da oliveira

No logro da paz e do esquecimento


Ali tudo é mais sereno que sossegos em jardins de cedros

Ali urge em mim a vontade de desnascer

Como se fora testemunha de meu próprio crepúsculo

Porque além de realidades inventadas

A morte não perdura em alvoradas duradouras

Quando a sorte se inebria

Em desvario de todos os desejos


Tome-se então a coreografia da ave

Ou a queda de um anjo alvi-negro

Derrote-se a luz por sabres ignaros

Que nem assim a vontade do homem

Se esfuma ou se atordoa porque é real e intensa

Como deus e a humanidade

São tese e antítese do amor e do ódio


E se me sobram pragas e nefandos destinos

Nos caminhos a trilhar

Talvez que um raio perdido d`um sol por acontecer

Se estatele sobre o esteio dos meus sonhos

 

Dionísio Dinis
 

Submited by

sábado, março 26, 2011 - 13:10

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Dionísio Dinis

imagem de Dionísio Dinis
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 47 semanas
Membro desde: 02/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 1088

Comentários

imagem de Joel

Excelente...gostei muito...parabens DIDI

Excelente...gostei muito...parabens DIDI

imagem de Bernardina Pinto

Lindo ,este poema!

Amigo Dinis, adorei este seu poema...e parabéns pela maneira como transmite os seus sentimentos!

Beijinhos e continuação desse poder de jogar com as palvras e de transmitir os seus sentimentos com a poesia...

imagem de Niafna

Seu poema dá que pensar e ao

Seu poema dá que pensar e ao lê-lo imaginamos o que ele narra... A prosa poética é sempre interessante.

imagem de mariasilva57

há empatia

a minha forma de escrever encontra na sua poesia uma suave empatia.

Gosto deste poema, principalmente doss 1ª e 2ª grupo de estrofes (... de todos os desejos...)

maria

imagem de mariasilva57

a sua poesia

Oláj

Já li alguns dos seus poemas.

São estranhamente fortes e marcantes pela linguagem que usa para trasportar os seus sentires no papel.

maria

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Dionísio Dinis

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Sem título(01) 7 2.509 08/31/2018 - 02:13 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( I ) 1 2.039 03/06/2018 - 08:42 Português
Fotos/ - Sem título 2 2.620 03/02/2018 - 10:17 Português
Poesia/Geral Sem título(124) 1 1.526 03/02/2018 - 10:15 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( VIII ) 1 1.228 03/02/2018 - 10:14 Português
Poesia/Geral Sem título(131) 6 2.512 03/02/2018 - 10:14 Português
Poesia/Geral Sem título(39) 3 1.656 03/01/2018 - 16:55 Português
Poesia/Geral Sem título(111) 2 975 03/01/2018 - 15:48 Português
Poesia/Geral Sem título(126) 2 1.392 03/01/2018 - 15:46 Português
Poesia/Geral Sem título(022) 2 899 03/01/2018 - 15:45 Português
Poesia/Geral Sem título(02) 2 1.506 02/28/2018 - 17:40 Português
Poesia/Geral Sem título(107) 1 1.411 02/28/2018 - 17:19 Português
Poesia/Geral Sem título(130) 5 1.843 02/28/2018 - 09:01 Português
Poesia/Geral Sem título(120) 1 1.125 02/28/2018 - 09:00 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( IX ) 1 1.650 02/28/2018 - 00:16 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( VII ) 3 2.216 02/28/2018 - 00:11 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( VI ) 0 2.244 04/11/2011 - 13:02 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( V ) 0 2.374 04/10/2011 - 12:06 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( IV ) 0 2.666 04/09/2011 - 14:59 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( III ) 0 2.226 04/09/2011 - 09:41 Português
Prosas/Outros Em tua claridade ( II ) 0 2.149 04/08/2011 - 17:31 Português
Poesia/Geral Sem título(129) 1 1.455 03/25/2011 - 15:13 Português
Poesia/Geral Sem título(128) 1 1.136 03/24/2011 - 22:26 Português
Poesia/Geral Sem título(127) 1 1.310 03/24/2011 - 19:42 Português
Poesia/Geral Sem título(125) 1 1.042 03/21/2011 - 22:11 Português