CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Semblante entristecido

Semblante entristecido

Ascendia em uma rua bem inclinada aquele
velho homem quando sol ainda ardia.

Mesmo assim aquele homem subia.

Enxada no ombro, roupa suja do trabalho
quase sem alegria.

Mesmo assim ele ia.

A pele queimada e desgastada pelo tempo
com um olhar de lamento.

Mesmo assim ele seguia.

Em sua testa o suor que já escorria e com seu
conformismo solitário a sua ambição se esvaia.

Mesmo assim ele ia.

Semblante entristecido meio que pela vida já
vencido ia ele seguindo sem ser seguido.

Mesmo assim ele seguia.

Seguia, seguia, sem guia, sem guia.........

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA.(W.Marques).

Submited by

sexta-feira, setembro 11, 2009 - 23:59

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 19 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de mariamateus

Re: Semblante entristecido

W.Marques). :oops:

DE TODOS OS SEUS POEMAS,QUE LI E COMENTEI,

PARA MIM ESTE É REAL!!

GOSTEI!

ABRAÇO LUZ :-)

imagem de FlaviaAssaife

Re: Semblante entristecido

Onovopoeta,

Lindo poema! De uma plasticidade belíssima! Tocante ao coração, afinal, quantos seguem por aí...assim..sem guia...

Muito bom! :-)

imagem de MarneDulinski

Re: Semblante entristecido

novopoeta!
Semblante entristecido

Um belo exemplo de persistência, que muitos jovens deviam de ter!
MarneDulinski

imagem de LiceSoares

Re: Semblante entristecido

Que lindo, Poeta!
Profundamente comovente e belo.
Parabéns.
Bjs

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 876 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 691 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.577 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 948 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.594 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 1.000 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.353 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 598 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 659 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.476 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 837 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 928 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 814 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 860 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.113 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.608 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 866 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 976 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.253 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.317 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.191 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.344 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.133 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 990 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.094 12/23/2014 - 14:55 Português