CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sobrevivência

Sobrevivência

A política parece dá mais dinheiro que o
tráfico.

O tráfico está muito disputado nem os
seus eleitos deputados consegue evitar
essa grande bagunça.

Há disputa entre os pontos de droga se
matam e pronto.

“A coisa ta feia” os políticos se mostrando
como são corporativistas, é traficante se
mostrando quando é preciso.

Começaram buscando preso de helicóptero.

E agora o abatendo em cenas de guerras.

Era noticia quando era lá fora, agora é o
terror que nos apavora.

Amazônia dominada é fronteira que não se
controla.

É a fome no norte que se esconde, é
assaltante vindo de fora.

Roubo histórico que sabemos, um preso a
mais que escondemos.

Liberdade excessiva com uma adolescência
intempestiva.

É a diferença de tempo, são gotas de tormentos.

A liberdade para alguns fez mal, os embriagaram.

Deixaram o barco a deriva e o comandante quase se
afogou.

Vamos continuar lutando, um pouco já mudou.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

terça-feira, novembro 3, 2009 - 20:54

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 28 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de LiceSoares

Re: Sobrevivência

Parabéns, Poeta.
Continue no teu grito, continue lutando.As palavras são as armas do poeta que nunca deve se calar.
O verdadeiro poeta é aquele que enxerga e sente além dos olhares comuns e por isso, sofre, sente mais profundamente as angústias do seu tempo. Nunca deve o poeta se calar.
Ser poeta não é apenas cantar as suas dores e/ou as suas alegrias, mas incomodar-se, inquietar-se com tudo que está fora da ordem, no seu mundo. E, então, deve falar, gritar,fazer explodir todas as suas indignações, buscando, no seu grito, acordar a consciência do mundo.
Mais uma vez, parabenizo-te e envio, com os meus aplausos, todo o meu respeito e carinho, por ti.

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Sobrevivência

Gostei deste poema.

Um abraço,
REF

imagem de lucio

Re: Sobrevivência

O poeta é a voz dos calados.Não é exagero.Teu poema é um exemplo disso.Abraço.

imagem de MarneDulinski

Re: Sobrevivência

Onovopoeta!

Sobrevivência

É preciso sempre bater nessa técla DA CORRUPÇÃO, para ver se ela ENGUIÇA, e deixe o Brasil livre de todos corruptos, nesse seu vasto território que é uma imensidão!
MarneDulinski

imagem de FlaviaAssaife

Re: Sobrevivência

Verdades escritas sim, um grito de socorro abafado, mas jamais podemos perder a esperança e a vontade de fazer diferenças... :-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 956 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 756 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.703 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 1.073 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.685 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 1.079 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.433 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 692 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 729 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.580 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 969 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 1.046 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 870 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 908 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.235 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.680 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 949 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 1.063 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.306 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.425 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.285 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.404 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.249 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 1.089 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.170 12/23/2014 - 14:55 Português