CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sou maioria


Sou maioria

Sobrevoei um mundo me dado.
dado ou bem pago.

Mundo que pago com a vida.

Vida que espera a morte e a
boa ida.

A esperança não morta e a ferradura
atrás da porta.

Mulher amada em breve quatro anos
estará desarrumada e toda torta.

Bato o prego acerto o dedo e do
chefe eu tenho medo.

Medo da rua somada com a desilusão.

Desemprego-me e na cachaça me
entrego.

Um mundo me dado e bem pago.

Pago com suor e meu sangue.

Voto de novo no cão didato pit
bull.

Morde-me em imposto, imposto
mesmo e sem saída.

Pago e bem pago com a vida.

Não tenho caixa dois, caixa trez
quer dizer nem caixa eu tenho.

Mas eu me empenho e venho de
longe pra ser irmão do monge.

Ele ora e a cinco já hora de pular
da cama.

Tomo café e beijo a mulher toda
despenteada que diz que me ama.

Mas “ta bom” eu ainda posso sonhar.

Vou jogar na mega sena, talvez mude
o meu rumo e gere outro poema.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

sexta-feira, agosto 7, 2009 - 22:42

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 19 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de KeilaPatricia

Re: Sou maioria

D+...

APLAUSOS

:-)

imagem de Danielagomes

Re: Sou maioria

Um exelente retrato do cotidiano!
Adorei,
Parabéns amigo.Bjo :-)

imagem de PedroDuBois

Re: Sou maioria

Caro Novopoeta, o cotidiano remete o corpo ao concreto: vale o sonho despudoradamente financeiro, com que o jogo promete a revanche: apenas passar o tempo entre um patrão e outro. O sonho resiste em pouca coisa. Mudar o rumo para gerar novo poema: subsiste. Abraços, Pedro.

imagem de marcodias

Re: Sou maioria

Que esse novo poema traga a mesma esperança que este.

Abraço

imagem de MarneDulinski

Re: Sou maioria

onovopoeta!

Gostei do poema!
Mas “ta bom” eu ainda posso sonhar.

Vou jogar na mega sena, talvez mude
o meu rumo e gere outro poema.
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 876 11/03/2018 - 20:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 689 10/19/2018 - 13:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.577 10/15/2018 - 15:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 948 10/15/2018 - 15:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.593 10/15/2018 - 15:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 999 10/15/2018 - 15:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.353 03/15/2018 - 08:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 598 03/15/2018 - 08:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 658 02/27/2018 - 10:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.476 02/27/2018 - 10:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 836 01/22/2018 - 13:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 927 05/29/2016 - 12:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 814 04/22/2016 - 14:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 860 02/21/2016 - 19:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.113 02/21/2016 - 19:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.607 12/24/2015 - 11:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 866 11/07/2015 - 21:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 976 09/23/2015 - 10:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.252 07/21/2015 - 10:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.317 06/13/2015 - 18:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.191 04/29/2015 - 11:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.344 03/27/2015 - 11:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.133 02/15/2015 - 12:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 990 01/15/2015 - 10:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.093 12/23/2014 - 13:55 Português