CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Talvez previsível

Talvez previsível

Somos escravos de nossa impregnada
genética.

Herdamos o som ágil rebuscado pela
fonética.

Somos o meio o ambiente e se ambiente,
sinta-se em casa.

Vôo grito “me irrito e perco” nas minhas
visionárias asas.

Melhor não tenho asas, mas vôo.

Um GEN nervoso a base de calmante,
um ser de atos “atoas”.

A calma é minha melhor amante.

Gosto de mulher boa e adoro reler os
livros na estante.

Há defeitos e qualidades herdadas, de
uns tiro um de certo proveito e outros
não vale de nada.

Rio do riso, meio com dó de mim.
Mas mesmo assim dou risadas dos
previsíveis “fins”.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

quinta-feira, fevereiro 11, 2010 - 13:53

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 28 semanas 1 dia
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de mariamateus

Re: Talvez previsível

W.Marques

Muito bom poema!

Realmente convém conservar a calma ...

Os meus parabéns pelo seu aniversario!

Desejo saúde, paz, amor, e tudo de bom ao longo da sua vida terrena! Que este dia 12 de Fevereiro seja comemorado por muitos amos, junto de todos quantos lhe amam!!!

Abraço-luz beijo e muita paz!
Sua amiga!

mm

imagem de Henrique

Re: Talvez previsível

A calma é minha melhor amante.

Uma amante que não devemos perder!!!

:-)

imagem de MarneDulinski

Re: Talvez previsível

LINDO POEMA, GOSTEI MUITO!

Rio do riso, meio com dó de mim.
Mas mesmo assim dou risadas dos
previsíveis “fins”

Meus parabéns,
Marne

imagem de ÔNIX

Re: Talvez previsível

Há um novo grito que se perpectua no tempo.
Talvez seja previsível, ou talvez não, mas existe!

Gostei de ler

Abraço

Matilde D'Ônix

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 569 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 205 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.134 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 649 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.291 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 427 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.085 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 312 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 430 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 680 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 416 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 590 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 629 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 685 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 838 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.332 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 632 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 640 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.093 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 962 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 804 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.077 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 931 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 769 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 913 12/23/2014 - 14:55 Português