CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vadia


Vadia

Eu sou a serpente que te levaste ao paraíso.

Eu sou a mesma que sugou seu sangue, eu
sou a carne sem juízo.

Sou safada, gostosa e abusada.

Abuso da sua paixão ensandecida.

Abuso do ouro e da prata sem medida.

Dou-lhe prazer e roubo-lhe a vida, está
preso seu idióta.

Eu só contrafaço que te quero, brinco com
seu abandono eu sou mesma dissimulada.

E me desespero de mentira e me desmancho
em risada Ká ká ká ká ká ká ká................

Sou mesmo vadia, enlouqueço quem eu
quero.

Sou mesmo fria, entorpeço passo rasteira,
dou-lhe um chinelo.

Você é mais um na minha coleção como
tantos outros que passaram em minha
direção.

Engano-te, sussurro ao seu ouvido e
faço-me ser paparicada.

Os seus amigos de você dão gargalhadas.

Às vezes quase me engano na mentira
e penso está apaixonada.

Que que isso, “hã”!!! eu
só quero seu dinheiro palerma e mais
nada.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA.(W.Marques).

Submited by

quarta-feira, junho 24, 2009 - 15:00

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 20 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de HaiderChaby

Re: Vadia

da foto a ultimo verso deste poema, tudo uma tentaçao e uma realidade nas nossas vidas, parabens pelo seu realismo na poesia. um abraço

imagem de jopeman

Re: Vadia

Sorri com esta vadia, safada, gostosa e abusada
Gostei imenso deste poema, distinto, como uma brisa fresca
Abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 876 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 694 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.579 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 948 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.595 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 1.002 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.354 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 598 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 660 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.476 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 838 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 928 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 816 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 860 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.117 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.608 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 866 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 981 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.253 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.318 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.193 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.344 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.137 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 992 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.095 12/23/2014 - 14:55 Português