CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vento de natal

Vento de natal

Esta em nossa mente e vê se não mente que em
nós nos fizemos os pálidos do deserto.

Espíritos suavemente movendo no comércio lento
e humano, a frente de terra e mar.

Mente apreende um complexo de espera de
árvores de neve no inverno.

O frio do gelo!!! E há ramos que é mais frio
no estante da noite.

E nós nos prendemos para fora, para uma luz
brilhante.

Com queda de neve a não derreter e olhos fixos em
você.

Priscila espera, estamos esperando para mais um ano
de nossa sobrevivência entre as folhas, as folhas
também está esperando?

Estamos de mente e não mente que nós nos fizemos
fora do nada além de nós ou do nada dentro de nós.

Mas vem o vento o tal, vem à noite o nascimento o
natal.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA. (W.Marques).

Submited by

segunda-feira, novembro 30, 2009 - 19:29

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 9 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de MarneDulinski

Re: Vento de natal

O COMÉRCIO O AGUARDA COM MUITA FÉ, COM MUITODEBOLSÃO, PARA O SEU FATURAMENTO, AUMENTAR ENORMEMENTE, SEGUNDO SUA MENTE QUE NÃO MENTE E NÃO É DEMENTE!
SE REALMETE EXISTE NATAL, EU O TENHO TODOS OS DIAS EM MEU
CORAÇÃO, HÁ 67 ANOS E NÃO 2000 ANOS COMO ESCREVEM OS HISTORIADORES!
Meus parabéns,
MarneDulinski

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Vento de natal

Lindo poema.

Parabéns,
REF

imagem de jopeman

Re: Vento de natal

Bem que se diz que o Natal é quando o homem quiser, mas...infelizmente acho que é quando começam os anúncios. Falta a estrela dentro de nós...

Abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 1.244 11/03/2018 - 20:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 980 10/19/2018 - 13:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.917 10/15/2018 - 15:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 1.348 10/15/2018 - 15:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.975 10/15/2018 - 15:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 1.504 10/15/2018 - 15:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.813 03/15/2018 - 08:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 934 03/15/2018 - 08:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 1.027 02/27/2018 - 10:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.951 02/27/2018 - 10:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 1.268 01/22/2018 - 13:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 1.531 05/29/2016 - 12:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 1.082 04/22/2016 - 14:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 1.212 02/21/2016 - 19:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.477 02/21/2016 - 19:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 2.133 12/24/2015 - 11:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 1.228 11/07/2015 - 21:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 1.341 09/23/2015 - 10:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.475 07/21/2015 - 10:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.847 06/13/2015 - 18:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.652 04/29/2015 - 11:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.749 03/27/2015 - 11:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.428 02/15/2015 - 12:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 1.269 01/15/2015 - 10:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.385 12/23/2014 - 13:55 Português