CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vil metal

Vil metal

 

 

 

Da grande fonte houve dias de mentais

refinados, livres e generosos.

Descendo com todos os teus, cheio de
tesouros reluzindo e poderesos.

Iluminando cada pensamento humando
a abençoar a minha mente.
Há engano nesse labrinto louco e cáustico
com pessoas de frente.

Mas vem primeiro com a tua luz irresistível
e dispersar os fantasmas dos meus olhos
a lacrimejar.

Havia aqueles que imitavam os tons de ti,
para aprender a ouvir e ver, mas não pode
mais velar.

Mas sofisticar é raro, fanático e visionário
com filosofia de monge e de jegue lá no
velho bonde.

Os teus encantos poderosos imprimiam
na cabeça do paciente, com coração sem
saber de onde.

Sincero dedicado com teu domínio, espero
que nenhumas das fracas paixões venham
a me enganar.

Que ainda com meus passos de antes
possa proceder numa razão onde abaliza
o verbo amar.

Com caminhos sem dores ou espinhos.
Com flores, amores e muito carinho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

http://poetadefranca.blogspot.com/
O NOVO POETA. (W.Marques).
 

Submited by

domingo, janeiro 15, 2012 - 00:07

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 33 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 986 11/03/2018 - 21:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 779 10/19/2018 - 14:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.725 10/15/2018 - 16:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 1.128 10/15/2018 - 16:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.717 10/15/2018 - 16:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 1.114 10/15/2018 - 16:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.485 03/15/2018 - 09:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 712 03/15/2018 - 09:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 749 02/27/2018 - 11:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.614 02/27/2018 - 11:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 989 01/22/2018 - 14:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 1.106 05/29/2016 - 13:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 894 04/22/2016 - 15:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 954 02/21/2016 - 20:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.282 02/21/2016 - 20:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.733 12/24/2015 - 12:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 1.003 11/07/2015 - 22:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 1.106 09/23/2015 - 11:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.328 07/21/2015 - 11:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.505 06/13/2015 - 19:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.344 04/29/2015 - 12:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.474 03/27/2015 - 12:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.277 02/15/2015 - 13:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 1.117 01/15/2015 - 11:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.192 12/23/2014 - 14:55 Português