CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Alinhando as estrelas

Saiu da sala de jantar. Ninguém reparou. Desceu alguns degraus e baixou-se para tirar os sapatos de salto alto. Então, desceu o último degrau e sentiu a areia seca tomando-lhe os pés. Deu alguns passos seguindo o chamamento das ondas. Sentou-se, pousou os sapatos e abraçou os joelhos. A noite estava quente e húmida. O vestido branco agarrava-se à pele, do mesmo modo que, a espuma branca das pequenas ondas, se vinha agarrar à areia.
Ainda conseguia ouvir a música tropical vinda da sala e as vozes sem palavras definidas. Tinha sido um jantar muito agradável. Tudo era bom e bonito. Perfeito, se não fosse a sua fome de silêncio e de solidão.
Sentia-se bonita naquela noite, Sentia-se em paz. Mais ainda ali sentada sozinha. Num ímpeto deixou-se cair para trás e ficou deitada. Olhou o céu negro e milhões de estrelas. Definiu algumas constelações. Tentou definir caminhos de estelas. Complexos caminhos que lhe fizeram lembrar as estradas da vida. Viu as estrelas desalinhadas e iniciou um árduo trabalho de tentar alinhá-las. Pareceu-lhe possível. Nessa noite sentia-se cheia de força. Uma força interior que nem sempre conseguia ter. Com a ajuda do mar, conseguiu mesmo alinhar alguns caminhos. Caminhos seus. Caminhos irreais.
Talvez tenha adormecido. Decerto que sonhou e só acordou quando sentiu a presença de alguém perguntando o que fazia ali tão só. Não era uma voz conhecida. Não era alguém que a procurava mas sim, alguém que a encontrou. Simplesmente respondeu que estava a alinhar estrelas. Ele sorriu. E só perguntou se podia ajudar…

Submited by

segunda-feira, agosto 17, 2009 - 21:02

Prosas :

No votes yet

MariaSousa

imagem de MariaSousa
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 4 semanas
Membro desde: 03/08/2008
Conteúdos:
Pontos: 1109

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MariaSousa

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Volto (se me aceitarem de volta...) 2 1.258 01/27/2021 - 14:46 Português
Poesia/Tristeza Sentir (Morte) 0 1.128 06/23/2015 - 16:02 Português
Fotos/Outros No fim da tua noite 0 2.260 06/20/2015 - 13:04 Português
Poesia/Paixão Quero mesmo é amar! 6 1.222 05/04/2012 - 17:40 Português
Prosas/Outros Alinhando as estrelas 0 1.445 11/18/2010 - 23:48 Português
Poesia/Aforismo Apurando a sensibilidade... 4 1.359 03/26/2010 - 19:20 Português
Poesia/Amor Brisa 6 1.533 03/10/2010 - 15:13 Português
Poesia/Soneto Azeitonas 2 1.783 03/06/2010 - 15:05 Português
Poesia/Amor Entreo o ódio e o amor 4 1.461 03/06/2010 - 04:06 Português
Poesia/Soneto Tempo vadio 4 1.519 03/06/2010 - 03:25 Português
Poesia/Soneto Carmina Burana 1 1.818 03/05/2010 - 04:42 Português
Poesia/Tristeza O abutre 8 1.394 03/05/2010 - 04:32 Português
Poesia/Amor Feiticeira 7 1.408 03/05/2010 - 03:55 Português
Poesia/Soneto Nas cascatas soltavam-se as mágoas 5 1.448 02/19/2010 - 22:15 Português
Poesia/Amor Cordão umbilical 6 1.611 12/01/2009 - 20:13 Português
Poesia/Paixão Estradas 6 1.322 11/29/2009 - 21:52 Português
Poesia/Paixão Só para nós 7 1.306 11/29/2009 - 18:53 Português
Poesia/Amor Amor Maior 5 1.526 11/28/2009 - 16:53 Português
Poesia/Paixão Perímetro 4 1.468 11/17/2009 - 19:56 Português
Poesia/Paixão Todos os sentidos 8 1.129 11/04/2009 - 01:21 Português
Poesia/Dedicado Nuvens despeitadas 4 1.302 10/31/2009 - 00:46 Português
Poesia/Dedicado Antídoto 4 1.551 10/27/2009 - 20:32 Português
Poesia/Tristeza Amor petrificado 3 1.609 10/18/2009 - 14:27 Português
Poesia/Paixão Ontem 3 1.350 10/17/2009 - 23:06 Português
Poesia/Amor Rasgo o tempo 3 1.383 09/30/2009 - 01:22 Português