CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Filosofia sem Mistério - Dicionário Sintéticoio

MONISMO – do grego “MONOS” = único.
A questão do Monismo é central na Filosofia Hindu e conseqüentemente na teologia da Índia. Grosso modo, o Hinduísmo se divide entre as Correntes que pregam o “Monismo e as que defendem o “Dualismo” (ao final, inclui-se uma tabela sobre essas Escolas Filosóficas).
Quando a REALIDADE (note-se que não se trata do divino) reúne, ao mesmo tempo, os elementos materiais e os espirituais (aqui, sim, incluindo Deus) têm-se o MONISMO. Tudo é um.
Quando a Realidade Material é “apenas” uma cópia, ou uma representação, das “Idéias (no sentido platônico)” tem-se o DUALISMO, pois o “Todo” é a soma de Matéria + Essência (e de outros elementos, segundo a crença que se segue).
Na Índia o embate dessas opiniões contrárias durou séculos e ainda hoje não está totalmente resolvido. Não há um consenso, tampouco a predominância de um Sistema em relação ao outro. Como há tolerância ideológica e religiosa, (exceto entre os Muçulmanos e os Hindus que vez ou outra tomam posições radicais e o confronto se generaliza causando mortes, ferimentos e destruições) o convívio entre as duas Correntes prossegue sem grandes sobressaltos e essa relativa paz entre opostos seguiu com o Hinduísmo quando ele foi buscado pelos filósofos Pré-Socráticos, e depois por Sócrates e por Platão. Essa divisão de opiniões no Ocidente é apresentada da seguinte forma:
1.MONISMO é o nome dado a toda Doutrina que afirma ser o Universo (com o Homem incluído) governado por um único Principio, ou Lei, ou Energia, ou Deus. Segundo os eruditos: é toda Teoria segundo a qual o “Ser” que só apresenta uma multiplicidade aparente, procede de um único Principio e se reduz a uma única realidade constitutiva, a matéria ou o espírito.
Em outros termos: a Existência ou a Realidade só aparentemente é múltipla; isto é, composta de vários elementos. Na verdade, o “Ser” ou “Existir” vem de uma única Essência e por isso também é formado por um só Elemento, que pode ser ESPIRITUAL (aí, inserindo-se a intelectualidade, ou racionalidade), ou TEÍSTA ou MATERIAL. Desse modo é possível a existência dos seguintes tipos de Monismo:
1.1. Quando se afirma que a Essência da Realidade é um “Principio Espiritual”, tem-se o “Monismo Espiritualista”, que pode ser subdividido em “Dialético de Hegel”, pois para o filósofo tudo que existe é fruto do embate entre Tese vs. Antítese.
1.2. E o “Panteísmo* de Spinoza”. Atente-se para o fato de que não importa em quantas maneiras Deus se manifesta, pois o MONISMO é referente à Realidade e não à divindade. Não se deve confundir o Monismo com o Monoteísmo*. O Elemento que forma a Realidade é uma abstração, um pensamento, uma representação daquele que se chama por Deus, ou daqueles que se chamam por deuses.
2. Quando se considera Deus como criador do Mundo – a partir no Nada (ex-Nihillo) e se considera que a Divindade é a Essência do Mundo tem-se o “Monismo Teísta”.
3. Ao se considerar a Matéria ou a Natureza como a Essência da Realidade Suprema, tem-se o “Monismo Materialista ou Naturalista”, e nele inserido o “Monismo Mecanicista” que é ter a “Lei da Mecânica (dos movimentos e dos comportamentos que seguem um padrão, uma regra)” como a essência da Realidade.

Submited by

terça-feira, abril 13, 2010 - 02:29

Prosas :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 34 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza A Canção de Alepo 0 2.152 10/01/2016 - 22:17 Português
Poesia/Meditação Nada 0 1.725 07/07/2016 - 16:34 Português
Poesia/Amor As Manhãs 0 1.485 07/02/2016 - 14:49 Português
Poesia/Geral A Ave de Arribação 0 1.477 06/20/2016 - 18:10 Português
Poesia/Amor BETH e a REVOLUÇÃO DE VERDADE 0 1.589 06/06/2016 - 19:30 Português
Prosas/Outros A Dialética 0 2.242 04/19/2016 - 21:44 Português
Poesia/Desilusão OS FINS 0 1.853 04/17/2016 - 12:28 Português
Poesia/Dedicado O Camareiro 0 2.808 03/16/2016 - 22:28 Português
Poesia/Amor O Fim 1 1.592 03/04/2016 - 22:54 Português
Poesia/Amor Rio, de 451 Janeiros 1 1.565 03/04/2016 - 22:19 Português
Prosas/Outros Rostos e Livros 0 1.657 02/18/2016 - 20:14 Português
Poesia/Amor A Nova Enseada 0 2.016 02/17/2016 - 15:52 Português
Poesia/Amor O Voo de Papillon 0 1.266 02/02/2016 - 18:43 Português
Poesia/Meditação O Avião 0 1.302 01/24/2016 - 16:25 Português
Poesia/Amor Amores e Realejos 0 2.222 01/23/2016 - 16:38 Português
Poesia/Dedicado Os Lusos Poetas 0 1.473 01/17/2016 - 21:16 Português
Poesia/Amor O Voo 0 1.493 01/08/2016 - 18:53 Português
Prosas/Outros Schopenhauer e o Pessimismo Filosófico 0 2.341 01/07/2016 - 20:31 Português
Poesia/Amor Revellion em Copacabana 0 1.695 12/31/2015 - 15:19 Português
Poesia/Geral Porque é Natal, sejamos Quixotes 0 1.550 12/23/2015 - 18:07 Português
Poesia/Geral A Cena 0 1.784 12/21/2015 - 13:55 Português
Prosas/Outros Jihadismo: contra os Muçulmanos e contra o Ocidente. 0 1.623 12/20/2015 - 19:17 Português
Poesia/Amor Os Vazios 0 2.727 12/18/2015 - 20:59 Português
Prosas/Outros O impeachment e a Impopularidade Carta aberta ao Senhor Deputado Ivan Valente – Psol. 0 1.033 12/15/2015 - 14:59 Português
Poesia/Amor A Hora 0 2.350 12/12/2015 - 16:54 Português