CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Filosofia sem Mistério - Dicionário Sintéticoio

NEGATIVISMO, NEGATIVIDADE e NEGAÇÃO – em sentido corriqueiro, Negativismo é o comportamento de oposição a uma idéia. Geralmente é uma atitude “não construtiva”, deletéria. Para alguns, é um comportamento enfermo, doentio, caracterizado por gestos, atitudes e comportamentos que expressam pessimismo em relação às propostas, ou às circunstâncias positivas. Seriam sintomas dessa morbidade a recusa aos alimentos, às pessoas, a desobediência, a retenção urinária etc.

NEGATIVIDADE – em termos filosóficos a Negatividade é encontrada no Sistema de Hegel (1770/1831, Alemanha) que afirma ser a “Negatividade” um momento na Dialética. É o “contrário” da “Identidade Absoluta”; isto é, a negação de que há uma igualdade total num objeto, num SER etc., posto que em tal Objeto já exista o contrário dele mesmo. Seria a “antítese” de uma tese. E esse contrário, ou essa contradição, é vista como o inicio do movimento de separação do Individuo em relação ao “Todo” em que estava inserido, pois a partir de sua formação dialética o Objeto conquista sua “independência”, tornando-se um Individuo; ou seja, a partir do momento que o Individuo pode se estruturar através do choque da sua Tese vs. Antítese adquire sua diferenciação da “Totalidade” e na medida em que passa a ser “algo completo” deixa de ser apenas uma “parte da Totalidade” e se tornou outra Totalidade, construída ou estruturada a partir do embate dialético.

NEGAÇÃO – em termos filosóficos a Negação consiste, a princípio, no ato de negar uma proposição ou tese. Conforme a Lógica Clássica ou Tradicional, para cada Proposição existe uma única Negação; logo, uma Proposição Afirmativa e sua Negação são contraditórias, pois tal Sistema Lógico só admite a existência de duas qualificações para qualquer tese: Verdadeira ou Falsa. Disso resulta:

1. Se um Proposição Afirmativa “É” verdadeira, sua Negação será falsa.

Exemplo – Os Homens SÃO mortais.

Os Homens NÃO SÃO mortais.

Essa negação é falsa, pois é evidente e lógico que os Homens morrem.

2. Se uma Proposição Negativa é Verdadeira, sua Afirmação será falsa.

Exemplo – Os Homens NÃO SÃO imortais.

Os Homens SÃO imortais.

Essa afirmação é falsa, pois é evidente e lógico que os Homens morrem.

Normalmente na Lógica são utilizados dois tipos de Negação:

a. Negação Externa – quando toda tese é negada.

Exemplo – Os Homens são Imortais.

Nenhum Homem é Imortal.

b. Negação Interna – quando só se nega o predicado, ou a característica.

Exemplo – As rosas SÃO vermelhas.

Algumas rosas NÃO SÃO vermelhas.

O conceito lógico da “Dupla Negação” estabelece que toda tese possui a Negação de sua Negação; isto é, se considerarmos a Negação como a réplica da tese, a negação dessa primeira Negação seria a tréplica. Ou a reafirmação da tese.
Para SARTRE e os Existencialistas em geral a Negação é a “Recusa da Existência”. Se há uma recusa de existir, fica claro que a Negação é anterior à Existência e como o ato de recusar parte do Individuo, ou do SER, é óbvio que também o SER é anterior à Existência ou ao Nada.

Submited by

quinta-feira, abril 22, 2010 - 21:58

Prosas :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 34 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza A Canção de Alepo 0 2.152 10/01/2016 - 22:17 Português
Poesia/Meditação Nada 0 1.725 07/07/2016 - 16:34 Português
Poesia/Amor As Manhãs 0 1.485 07/02/2016 - 14:49 Português
Poesia/Geral A Ave de Arribação 0 1.476 06/20/2016 - 18:10 Português
Poesia/Amor BETH e a REVOLUÇÃO DE VERDADE 0 1.588 06/06/2016 - 19:30 Português
Prosas/Outros A Dialética 0 2.242 04/19/2016 - 21:44 Português
Poesia/Desilusão OS FINS 0 1.852 04/17/2016 - 12:28 Português
Poesia/Dedicado O Camareiro 0 2.808 03/16/2016 - 22:28 Português
Poesia/Amor O Fim 1 1.592 03/04/2016 - 22:54 Português
Poesia/Amor Rio, de 451 Janeiros 1 1.565 03/04/2016 - 22:19 Português
Prosas/Outros Rostos e Livros 0 1.657 02/18/2016 - 20:14 Português
Poesia/Amor A Nova Enseada 0 2.016 02/17/2016 - 15:52 Português
Poesia/Amor O Voo de Papillon 0 1.266 02/02/2016 - 18:43 Português
Poesia/Meditação O Avião 0 1.302 01/24/2016 - 16:25 Português
Poesia/Amor Amores e Realejos 0 2.222 01/23/2016 - 16:38 Português
Poesia/Dedicado Os Lusos Poetas 0 1.473 01/17/2016 - 21:16 Português
Poesia/Amor O Voo 0 1.493 01/08/2016 - 18:53 Português
Prosas/Outros Schopenhauer e o Pessimismo Filosófico 0 2.341 01/07/2016 - 20:31 Português
Poesia/Amor Revellion em Copacabana 0 1.695 12/31/2015 - 15:19 Português
Poesia/Geral Porque é Natal, sejamos Quixotes 0 1.550 12/23/2015 - 18:07 Português
Poesia/Geral A Cena 0 1.783 12/21/2015 - 13:55 Português
Prosas/Outros Jihadismo: contra os Muçulmanos e contra o Ocidente. 0 1.623 12/20/2015 - 19:17 Português
Poesia/Amor Os Vazios 0 2.727 12/18/2015 - 20:59 Português
Prosas/Outros O impeachment e a Impopularidade Carta aberta ao Senhor Deputado Ivan Valente – Psol. 0 1.033 12/15/2015 - 14:59 Português
Poesia/Amor A Hora 0 2.349 12/12/2015 - 16:54 Português