CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

larva ou crisálida

Jó ......Pavon... ..Karpe Diem....... Chang-ri-la...Namasté... .Dolma ..... .Acebo...Gata...Santiago....Somport.. .Shallom...Alla...Takelamagan Shamo...Kashgar...Amina... Núria...Kulun...Xinjiang... .Jamila...Alima...Jahas...Tarim Basin...Mustapha...Karim.. .Andorinhão...Muir...Tsang...Atushi...... .Taberna Encantada...Hoyos...... .Zurban.....Kizilu Kirghiz...Artux. ..Gobi...Turfan...Potala...Kailash... ....Mandala de papel....Villamiel Todos os Nomes Encantados , Que Viajam clandestinos na minha pele, Saltitam e brincam ,nas pontas dos meus dedos , são todos meus filhos.. ... TODOS............... Os das casas douradas .. Os meninos de oiro... E os encarcerados nas masmorras ... Os soterrados nas minas , Os descriminados pela cor Branca , Preta ou Amarela..... Esquecidas vidas .... Esquecidos...todos nós... Os que levam para casa apenas o trabalho no coiro....e porrada ... E o Dinheiro que nunca chega sequer para comer.... E os dos castelos de torres altas com ameias. .... Douradas Esqueço-me eu todavia deles... ....................................... Do sobrevivente nas ruínas e nas casa feias, .... Dos Que não sabem ler..para quê?.. dizem eles.. Têm razão...?! E os que nunca quiseram ser...nada Para quê? Do Vagabundo com carrinho de bebé que nem o nome sei.... Da velha Louca que canta o fado na rua completamente torta....por vezes nua.. E bêbada..... E do pai que viola a filha .. Por divertimento,.... Do estripador esfaqueado á porta do bordel, Que já nem é acontecimento.... Do rastilho sorrateiro que explode, Incendeia carro , contentor de lixo.. Do assaltante de banco com reféns... De "liberdade""grandiosa" mas podre por dentro .... De vidas perdidas a todo instante,... a todo o momento... Do car-jacking... Violento .... De fome por matar... E matar a fome... No bairro pobre .. Do lamento ... Da exclusão social ... (social ?'' ah. ..ah ..ah... ) Por explodir.. Da morte sem fim ... Do sofrimento Sem causa E sem princípios , .... Morte com princípios ?.. essa é boa !!!) ........Só na GUERRA,...a outra... Com maiúsculas,.... Defendendo os poderosos e Os sem rosto, Das ameias dos altos Castelos,.. Das torres douradas Com Belas-Vistas...... Essas sim...belas.. ...vistas... Dos homens com medo.... Não as dos Feios ,Tortos , Doentes e Remendados... e alguns perigosos criminosos... .... Qual será o homem novo que há-de vir....A Sair ...Daqui .deste Casulo..............Crisália ou Larva repugnante Jorge Santos

Submited by

segunda-feira, dezembro 21, 2009 - 16:48

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (1 vote)

Joel

imagem de Joel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 semana 5 dias
Membro desde: 12/20/2009
Conteúdos:
Pontos: 41021

Comentários

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

imagem de Joel

.

.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Joel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Geral Sem nada … 2 445 07/07/2021 - 15:16 Português
Poesia/Geral A tenaz negação do eu, 2 250 07/01/2021 - 16:31 Português
Poesia/Geral Sou minha própria imagem, 2 313 07/01/2021 - 12:50 Português
Poesia/Geral Há um vão à minha espera 2 282 07/01/2021 - 12:50 Português
Poesia/Geral leve 4 1.905 06/28/2021 - 15:39 Português
Poesia/Geral Feliz como poucos … 1 598 06/24/2021 - 11:53 Português
Poesia/Geral Deus Ex-Machina, “Anima Vili” ... 1 674 06/24/2021 - 11:38 Português
Poesia/Geral Da significação aos sonhos ... 1 659 06/22/2021 - 10:01 Português
Ministério da Poesia/Geral Sonho sem fim, nem fundo ... 1 721 06/21/2021 - 16:27 Português
Ministério da Poesia/Geral Absurdo e Sem-Fim… 1 1.117 06/21/2021 - 16:26 Português
Ministério da Poesia/Geral A Rua ao meu lado ou O Valor do riso... 1 994 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Rua dos Douradores 30 ... 1 834 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Excerto “do que era certo” 1 724 06/21/2021 - 16:25 Português
Ministério da Poesia/Geral Ladram cães à distância, Mato o "Por-Matar" ... 2 873 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Morri lívido e nu ... 1 820 06/21/2021 - 16:22 Português
Ministério da Poesia/Geral Sou "O-Feito-Do-Primeiro-Vidente" 1 802 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Pedra, tesoura ou papel..."Do que era certo" 1 1.012 06/21/2021 - 16:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Nada se parece comigo 1 756 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral Quantos Césares fui eu !!! 1 879 06/21/2021 - 16:20 Português
Ministério da Poesia/Geral "Sic est vulgus" 1 1.234 06/21/2021 - 16:19 Português
Ministério da Poesia/Geral Como morre um Rei de palha... 1 785 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Vivo do oficio das paixões 1 1.039 06/21/2021 - 15:44 Português
Ministério da Poesia/Geral Patchwork... 2 1.084 06/21/2021 - 15:44 Português
Poesia/Geral A síndrome de Savanah 1 1.159 06/21/2021 - 15:43 Português
Poesia/Geral A sucessão dos dias e a sede de voyeur ... 1 744 06/21/2021 - 15:42 Português