Calos

Calos

Os calos dos pés não folgavam e suspiravam lamentos, por entre os furos dos sapatos surrados. A cada pisar o ar saia em uma desorganizada sincronia, entre os dedos que se esfregavam e diziam:

Vida vadia!
Vida vadia!
Vida vadia!

Há muito não sabia o significado da vida mansa, escolheu não seguir regras e ficou escravo de suas palavras. Açoitando seu corpo para sempre, ir em frente e nunca olhar para trás, como se trás fosse passado, fosse outra vida e não aquela coisa com planos que deram errados.

A cada passo no asfalto que queimava, sua mente pensava: Não há sol que sufoque para sempre e nem chuva que eu sempre lamente. Há muito tempo sem saber o que é sentir, não poderia imaginar se seus dedos ralados ou seus sentimentos dilacerados o impediam de ver e crer no homem que aparece no comercial da TV.

Mas não se sentia estranho, tão pouco diferente, entre tantas pessoas vazias o seu vazio preenchia algum espaço, um corpo frio. Em meio a tantos olhares sem sentido, ainda possuía sua liberdade falsamente vivida.

E a cada passo dado seus pés repetiam:

Vida vazia!
Vida vadia!
Virou rotina!

Submited by

Miércoles, Enero 15, 2014 - 13:41

Críticas :

Sin votos aún

Pablo Gabriel

Imagen de Pablo Gabriel
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 2 semanas 2 horas
Integró: 05/02/2011
Posts:
Points: 2861

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Pablo Gabriel

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Meditación [Á deriva] 0 27 05/08/2019 - 15:29 Portuguese
Poesia/Meditación [Vazios] 0 120 04/03/2019 - 21:00 Portuguese
Poesia/Meditación [Círculos] 0 137 03/12/2019 - 17:34 Portuguese
Poesia/Meditación [Mundo] 0 271 12/07/2018 - 20:47 Portuguese
Poesia/Meditación [Curtido] 0 270 11/26/2018 - 20:20 Portuguese
Poesia/Meditación [Caminhar] 0 327 11/21/2018 - 14:21 Portuguese
Críticas/Varios [A filosofia do povo] 0 443 10/30/2018 - 14:13 Portuguese
Poesia/Meditación [Morto] 0 423 10/25/2018 - 19:56 Portuguese
Poesia/Meditación [Novos velhos] 0 338 10/24/2018 - 14:52 Portuguese
Poesia/Meditación [Preço] 0 373 10/23/2018 - 15:12 Portuguese
Poesia/Meditación [Destempero] 0 336 10/05/2018 - 21:19 Portuguese
Poesia/Meditación [Brasília] 0 308 08/03/2018 - 20:28 Portuguese
Poesia/Meditación [Enlatado] 0 860 07/24/2018 - 15:13 Portuguese
Poesia/Meditación [Malandro] 0 420 07/19/2018 - 15:11 Portuguese
Poesia/Meditación [Sina] 0 575 07/17/2018 - 15:24 Portuguese
Poesia/Meditación Escolhas e liberdades 0 485 07/16/2018 - 14:21 Portuguese
Críticas/Varios [A morte do jornalismo] 0 903 06/22/2018 - 20:53 Portuguese
Poesia/Meditación [Epifania] 0 689 06/20/2018 - 21:18 Portuguese
Poesia/Meditación [Vida] 0 798 06/04/2018 - 15:31 Portuguese
Poesia/Meditación [Cajado] 0 498 04/30/2018 - 18:36 Portuguese
Poesia/Amor [J] 0 478 03/27/2018 - 21:10 Portuguese
Poesia/Amor [Olhos castanhos] 2 370 03/20/2018 - 11:58 Portuguese
Poesia/Meditación [Poesia do fim] 2 590 03/14/2018 - 21:46 Portuguese
Poesia/Meditación [Tudo é silêncio] 0 481 11/07/2017 - 14:26 Portuguese
Poesia/Amor [Teus] 0 664 10/10/2017 - 15:39 Portuguese