Distrofia Social

A tentativa de progressão é efémera
mesmo que com vontade agreste de a concretizar
quando a incorrecta mão não a afaga
e a deixa perene e por consolar

quando nos medra de desdita e ansiedade
com a eterna efémera carência da necessidade
entre a inconfidência dos nossos querer
e da nos apresentada, e possibilitada, na realidade

do que nos dão para a mão, e a verdade.
Daquilo que podemos e sabemos que sabemos,
com aquilo que nos permitem, e tentam destruir os nossos crendos,
através da construção dos seus novos manipulistas e absolutistas ditongos.

tomam de menos a nossa existência, o nosso ser,
e de mais seus umbilicais ensejos e desejos,
seus incontroláveis e guturais regozijos,
viscerais e incomensuráveis contentamentos

Mesmo que para isso,
todos à volta tenham que perder seus alentos
seus sonhos, alegrias e sentimentos
suas necessidades, vontades e acentos,

E assim gira o mundo...
Se prova e comprova como se sonegam futuros...
Se perde a humanidade dos seus maiores talentos,
sua criatividade, iniciativa e a vontade dos seus movimentos...

Se esfria o progresso da raça dos seres humanos,
e o presente dos seus rebentos.


Submited by

Lunes, Febrero 17, 2014 - 18:04

Poesia :

Sin votos aún

Rui Lima

Imagen de Rui Lima
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 3 años 24 semanas
Integró: 03/04/2011
Posts:
Points: 1584

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Rui Lima

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Intervención ¿¿O que é isso da liberdade?? 1 1.148 02/27/2018 - 12:15 Portuguese
Ministério da Poesia/Amor o meu 1º poema de amor EVER 9 2.669 12/07/2014 - 11:18 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]"Me_Ditação" 3 1.531 07/26/2014 - 00:16 Portuguese
Poesia/Pensamientos "moral" sociedade 1 1.268 06/13/2014 - 21:22 Portuguese
Poesia/Meditación os nossos sonhos e as alegorias que vivemos 1 1.717 06/13/2014 - 03:29 Portuguese
Poesia/General folha branca de papel 2 1.803 05/30/2014 - 16:32 Portuguese
Poesia/General A Árvore dos Patafúrdios 0 1.453 04/07/2014 - 15:59 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]Do Económico ao Social... 0 1.457 03/26/2014 - 01:16 Portuguese
Poesia/Intervención o dia passa, a vida passa, tudo nasce, tudo morre 0 2.514 02/21/2014 - 18:08 Portuguese
Poesia/Intervención Distrofia Social 0 1.632 02/17/2014 - 18:04 Portuguese
Poesia/General Uma mão cheia de nada 0 1.528 01/25/2014 - 04:50 Portuguese
Poesia/General o tempo passa e vai passando e deixa tudo para trás 0 3.887 01/02/2014 - 18:49 Portuguese
Críticas/Varios [ANALISE DE MERCADO] Segmento/nicho de mercado dos "salgadinho" low-cost nas lojas de estações de serviço em Portugal 0 5.083 12/04/2013 - 02:42 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]Respeito Vs. Desrespeito 0 1.722 11/01/2013 - 20:04 Portuguese
Poesia/General FADO 0 1.662 10/30/2013 - 15:29 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]Condicionalismos 0 1.268 10/26/2013 - 01:02 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]limitações sociais 0 1.467 10/26/2013 - 00:56 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]hipóteses... factos... certezas... 0 1.429 10/25/2013 - 23:45 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]Formatação Social 0 1.189 10/25/2013 - 23:40 Portuguese
Poesia/Pensamientos [PENSAMENTO/REFLEXÃO]Bem Vs. Mal 0 2.633 10/25/2013 - 23:32 Portuguese
Prosas/Otros 15% do IVA dedutivel para o IRS... como manipular a seu favor para receber mais no seu IRS 2013 0 2.861 10/17/2013 - 16:04 Portuguese
Poesia/General little moments in time 0 2.877 09/24/2013 - 21:06 Inglés
Poesia/General TODOS (menos nenhum) 0 1.750 09/02/2013 - 21:18 Portuguese
Poesia/General INTENSAMENTE 2 1.750 09/02/2013 - 21:09 Portuguese
Poesia/General sociedade(s) decadente(s)... 0 2.014 07/29/2013 - 23:52 Portuguese