Mundo paralelo

Mundo paralelo

Brilha o sol a pico.
Um gélido frio de final-de-outono.
Ele, à ausência de sua diva,
fada madrinha, escrava ou gueixa.
Delíra amplexos selvagens.
Enjeitado, arruinado e medíocre
Agarra-se a perfídia e heis que
outra, não a sua, chama-lhe a atenção.
Excitado meneia a cabeça convidando-a.
Mostra-lhe o dote e a toma em plena rua.
De súbito se assusta o néscio...
Aguarda ainda a transmutação daquela mulher
Em sua amada, qual nada...
Sobrepujado em seu mundo paralelo olha a estrada
E a vê longe, longe, inalcansável...
Num requebrar de ancas alucinante...
A ele só a dor, a desilusão cravada...
.
Texto de Teresa Azevedo, inspirado no conto d autora “A diva e o néscio”
Pintura de Egon Schiele pintor austríaco ligado ao movimento expressionista.

Submited by

Miércoles, Mayo 28, 2014 - 06:46

Poesia :

Sin votos aún

teresaazevedo

Imagen de teresaazevedo
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 2 años 5 horas
Integró: 09/16/2010
Posts:
Points: 608

Comentarios

Imagen de deborabenvenuti

Mundo paralelo

O delírio é capaz de surpreender e desiludir quem com ele não sabe conviver.
Abraços.

Imagen de teresaazevedo

Mundo paralelo

Com certeza Débora...

Beijo,

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of teresaazevedo

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Tristeza Simples assim 0 1.022 05/25/2018 - 20:42 Portuguese
Poesia/Pasión Dono dos meus caprichos 0 817 05/25/2018 - 20:15 Portuguese
Poesia/Pasión Dono dos meus caprichos 0 902 05/25/2018 - 20:15 Portuguese
Poesia/General O êxtase do poeta é a poesia 0 1.021 11/06/2015 - 11:34 Portuguese
Poesia/General Poeta é gente diferente 0 1.165 11/06/2015 - 11:32 Portuguese
Poesia/General Nós eremitas 0 1.012 11/06/2015 - 11:31 Portuguese
Poesia/General Ser coletivo 0 1.255 11/05/2015 - 18:08 Portuguese
Poesia/General Transcendemos corpos e emoções 0 1.613 11/05/2015 - 18:06 Portuguese
Poesia/Meditación Ondulações 0 1.040 11/05/2015 - 18:04 Portuguese
Videos/Poesía Projeto Ondulações 2014 0 4.391 11/05/2015 - 08:02 Portuguese
Poesia/Tristeza Batem as asas do adeus 1 1.799 07/29/2014 - 01:08 Portuguese
Poesia/Poetrix Crescer sim, beber não! 1 1.298 07/26/2014 - 00:30 Portuguese
Poesia/General Miscelânea poética 1 1.732 07/17/2014 - 23:58 Portuguese
Poesia/Aldravias Aldravia 1 0 1.993 07/17/2014 - 16:36 Inglés
Poesia/General Tarde, mormaço 1 1.338 07/13/2014 - 23:57 Portuguese
Poesia/General Descortine-os 0 1.236 07/12/2014 - 18:42 Portuguese
Poesia/General Intocável 0 1.006 07/12/2014 - 18:01 Portuguese
Poesia/Archivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.689 07/11/2014 - 04:39 Inglés
Poesia/Archivo de textos Como alcançar o inalcançável 0 1.484 07/11/2014 - 04:39 Inglés
Poesia/Archivo de textos (Poesia coletiva, resultado do primeiro Sarau, produzida através de palavras que cada assistido falou) 0 1.572 06/27/2014 - 19:06 Inglés
Poesia/Pasión Casados em cópula 1 1.739 06/19/2014 - 00:12 Portuguese
Poesia/Desilusión Pássaro Errante 1 1.288 06/16/2014 - 03:15 Portuguese
Poesia/Fantasía Sonhei, tão somente sonhei 1 1.118 06/14/2014 - 19:28 Portuguese
Poesia/Pasión Com a força dos temporais 1 1.263 06/12/2014 - 04:55 Portuguese
Poesia/Amor Fragmento da poesia “Nós” 0 1.111 06/11/2014 - 06:21 Portuguese